domingo, 21 de dezembro de 2008

O inimigo interior

Cassandra, a bela estagiária do meu departamento, começou a chegar ao trabalho sem o seu humor habitual. Ela costuma melhorar ao longo do dia, mas suas primeiras horas são sisudas. Como já somos amigos, certo dia, resolvi perguntar:

- O que houve, menina? Tem dormido mal?

- Doug, o anticristo veio morar na minha casa.

Parêntesis: Cassandra é universitária e mora em uma república, na Universidade Federal Fluminense, em Niterói. No seu apartamento, moravam outras duas garotas, que tinham uma relação muito boa com a minha amiga. Uma delas se mudou e abriu uma vaga para outra menina. É aí que começa a ficar legal...

Filomena surgiu dos confins do universo para dividir o apartamento com Cassandra e a outra guria, que não sei o nome. Bastaram dois dias para a mocinha mostrar as garras.

Sem ordem cronológica, pincei algumas pérolas de Filomena, relatadas diariamente por Cassandra. Cada observação forma o perfil multifacetado da nova companheira de quarto:

Filomena, a comentarista de cinema

Cassandra, Filomena e a terceira universitária, que não sei o nome, estavam vendo "Rei Arthur", na TV. Dar pitacos durante um filme é direito de todos, mas dar uma contribuição a cada 5 minutos é um abuso.

- Ih, maluco. Agora a casa caiu para o Arthur.

- Olha lá, mané! Ó o tamanho da espada do malandro.

- Cumpádi, olha o bonde dos invasores; Tudo alemão, aí!

Filomena, a respeitadora

Cassandra chegou em casa lá pelas 10 horas da noite. Estava exausta e se jogou no sofá. Era a primeira vez que conseguia relaxar. Fechou os olhos e quase dormiu ali mesmo. Foi arrancada de seus belos e pacíficos pensamentos por uma cantoria. Abriu os olhos com dificuldade e viu Filomena passando pela sala. A moçoila estava coberta apenas por uma micro-toalha. Atrás dela, um rastro de água e um aroma de desodorante Nívea.

- Ih, tu já chegou? Acabei de sair do banho. Olha, estou de toalha em respeito a vocês, pois na antiga casa eu costumava andar pelada mesmo. Tu se importa?

Cassandra cobriu a cabeça com uma almofada do sofá e preferiu não responder coisa alguma.

Filomena, a devoradora de homens

Em uma conversa informal, casos e namoros entraram na pauta da Filomena, da Cassandra e da guria que não sei o nome.

- Tu tem namorado? - perguntou Filomena.

- Tenho - respondeu Cassandra morrendo de medo pelo que poderia vir em seguida.

- E ele é de onde?

- Madureira.

- É mesmo? Conheço vários gateeeeeeeenhos lá de Madureira.

O "gateeeeeeeeeenho" doeu na alma da Cassandra como se fosse uma faca cega riscando um quadro negro.

Filomena, a sonâmbula


Cassandra e a outra garota, que não sei o nome, acreditavam que a madrugada era o único momento de paz entre elas e Filomena. Até que uma noite...

- Zzzz... vem, meu nego.... zzzz... vem com tudo.... zzzzzzzz... isso, amorzinho... zzzz.

A garota, que não sei o nome, escancarou os olhos, tomada pelo pavor.

- Cassandra, acorda. Cassandra, pelamordedeus, acorda.

- Zzzzz... assim, gostosinho.... vem... zzzzz...

- O que foi, meu Deus do céu? – Cassandra acordou sobressaltada.

- É a Filomena. Ela está sonhando alto.

- E o que você tem com isso?

- Zzzz...ai, ai, ai... ui... dozinho, coisa louca... zzzz...

Cassandra pulou da cama e foi dormir no sofá.

E para encerrar... o grande final!

Filomena, a Adriane Galisteu da UFF

Era uma tarde tranquilíssima. Cassandra chegou em casa mais cedo e jogou a bolsa sobre o sofá. Bebeu um copo d'água e, pelo silêncio, constatou que nenhuma companheira de quarta havia chegado. Tirou o casaco e caminhou de blusinha até o quarto, onde dormem as três universitárias. Passou pela porta do banheiro e sentiu o sangue gelar. Trincou os dentes e arregalou os olhinhos negros tanto quanto pôde. Voltou e olhou petrificada.

Filomena estava sentada em um banquinho e ouvindo música pelo Ipod. Cantarolava baixinho, enquanto se depilava sossegadamente, com a porta do banheiro aberta. A gilete subia e descia em movimentos uniformes.

- Argghhh.... estou cega! Estou cega! Arggggh!


QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinha Cassandra, a lição do dia vai especialmente para você. Querida, lidar com figurinhas sem a menor noção tem reflexos espirituais importantíssimos. Através da penitência do convívio diário, você extirpará seus pecados, queimará karma e pavimentará sua estradinha rumo ao Paraíso. Você terá sua casinha própria no Éden com vista para o mar e duas vagas na garagem. Quanto à nossa amiga Filomena, bem, um dia você irá rir disto e contará aos amigos com uma pitada de saudade. Bom, talvez não com tanta saudade assim e nem rindo tanto, mas será uma lembrança curiosa. Amiguinhos, nunca misturem tequila, vinho tinto, whisky 12 anos e cerveja Itaipava. Essa alquimia toda vai depredar o seu dia seguinte. He-Man sabe disso por a+b. Até a próxima!

11 comentários:

Ruiva disse...

Eu sei bem o que Cassandra tem passado... Já dividi apartamento com dois sujeitos totalmente sem noção. Era bizarro. De tanto agüentar as atrocidades deles, comecei a fazer as minhas. Logo negozinho tomou rumo na vida.
Aff..

Aninha disse...

Todo mundo tem seus momentos de "sem noção", pena que algumas pessoas abusam desta prerrogativa.
Beijo grande!!

maria disse...

Bem, vc sabe que caí de pára-quedas num apartamento já habitado por 2 mulheres.

Agora lendo isso aqui... tô com medo de ser uma Filomena! hahahaha

Amanda Hora disse...

ahaahuah Ri horrores dessas situações... muito bom seu blog

Elisa Castro disse...

Infelizmente bom senso não vem de fábrica....mas, sinceramente não a cho que a tal "Filomena" seja tão péssima assim...pelo menos os furos que vc descreveu aqui foram até suaves.

drika disse...

nunca passei por isso.
mas essa moça precisa tomar um cházinho de simancol urgente!

"nunca misturem tequila, vinho tinto, whisky 12 anos e cerveja Itaipava"
vou te falar... o erro foi ter metido a cerveja no meio. estragou tudo!

um beijo!

Muleka disse...

Querido Surfista, vim aqui somente me despedir. Estou entrando em recesso e pretendo tirar umas férias do computador.. minha mente agradece... e lhe desejar um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!!! \o/
Boas Festas!!! Beijos *)

Ruiva disse...

Querido, tem meme pra você lá no blog.
Beijos, sumido.

Surfista disse...

RUIVA, também conheço outras histõrias das Filomenas da vida.

ANINHA, isso mesmo!

MARIA, pelo que te conheço, você não faz parte deste grupo.

AMANDA, obrigado! Volte sempre!

ELISA, eu não diria suaves. São toleráveis.

DRIKA, essa moça tem melhorado.

MULEKA, manda ver! Ótimo 2009!

Veru disse...

hauahuah me matei de rir!! Ameeei o He-Man no final!!! Vou vir sempre!! ;0)

bjus!

Jéssica Ethne disse...

kkkkkkkkkkkkk
Pobre Cassandra!!!
kkkkkkkkkkkkkkk
Ah do sonambulismo foi a melhor!!! kkkkkkkkkkkk