segunda-feira, 4 de maio de 2009

4:47 - A hora do "vamo ver"

Não sei se você concorda, mas acredito que toda pessoa passa por alguma situação em que sua vida é passada a limpo. Como se o elemento ficasse frente a frente com seu presente, seu passo e seu futuro. Eu passei por uma dessas.

4:47

Acordei com uma dor estranha no peito. Não era insuportável, mas era um incômodo. Misturei todos os pensamentos neuróticos e hipocondríacos que jamais tive, e, de repente, eu me tornei um personagem do Woody Allen.

- Vou morrer?

Parei. Botei a cabeça no lugar. Lembrei que sou forte que nem um búfalo, que tenho pressão 13 por 8, que tenho uma alimentação saudável, que tenho a linha da vida perfeita nas duas mãos, que ainda tenho muita lenha para queimar.

Ah, agora sim...

- Vou morrer sozinho?

Meleca! Não era para pensar nisso.

Como você pode perceber, não morri. Estou escrevendo sobre isso por causa do segundo pensamento.

- Vou morrer sozinho?

Que raio de sensação imbecil. Quase tão estúpida quanto a dor no peito. E foi a ignição para ficar pensando no escuro do quarto, numa madrugada silenciosa de um dia útil.

Até onde cheguei?

Eu moro em um apartamento que é o meu xodó. Tenho um trabalho que adoro. Tenho amigos fabulosos.

Até onde cheguei? Falta tanta coisa ainda.

Com o celular na mão, eu esperava o incômodo passar. Deixei dois telefones engatilhados: minha mãe e minha ex-namorada médica. Ora, ligar para a mamãe na hora do perrengue não é vergonha nenhuma. Mas, vamos combinar, ligar para a ex-namorada no meio da noite seria um tanto quanto suspeito.

O que eu conquistei?

Bom, tenho um blog que me amarro. Li uma cacetada de livros. Vi alguns milhares de filmes. Lutei um campeonato de jiu-jitsu. Falei "eu te amo" com sinceridade. Ouvi "eu te amo" com igual verdade. Fui a shows memoráveis. Comprei discos maravilhosos. Fiquei com a menina que foi o meu primeiro amor. Beijei na chuva. Aprendi a surfar (de verdade). Vi o Homem-Aranha no cinema, o que nunca imaginei que aconteceria. Vi o Flamengo ser campeão no Maracanã (e não foi só uma vez). Fiz um striptease parcial no casamento de um grande amigo. Fui a uma praia de nudismo aos 14 anos (taí uma história legal que ainda não contei aqui). Fui padrinho de quatro casamentos (e vem mais um por aí). Dormi em uma praça por causa de um rabo-de-saia. Ganhei um boneco maneiríssimo do Indiana Jones. Tomei porres homéricos. Tive experiências sobrenaturais. Mandei flores para uma garota. Recebi flores de uma garota.

Mas, e essa sensação de vazio, que veio junto da dor no peito?

Poxa, ainda não tive um filho para levar ao Maracanã. Não escrevi um livro. Não casei. Não tenho uma namorada. Ainda não acertei os ponteiros com o meu irmão. O que adianta tudo que fiz? Nada.

A dor passou, enquanto eu segurava o telefone celular. Não precisei ligar para minha mãe ou para a minha ex-namorada médica. Mas, a avalanche de pensamentos persistiram. Acordei decidido a fazer valer a pena cada momento, a buscar ser uma pessoa melhor. Não vim ao mundo de bobeira.

Assim, brega mesmo. Convicções sinceras partem de pensamentos bem cafonas. Já reparou isso?

Ah, sobre a dor. Fui ao médico no dia seguinte. Eram gases. Tenho a saúde de ferro, esqueceu?

QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? No seu caso, quem veio primeiro: os pensamentos de ser um cara melhor e blá-blá-blá ou a tal dor no peito? Pensa nisso, garoto. Saca só as palavras sábias do He-Man: tudo ao seu tempo, tudo ao seu modo. Você não está acomodado. Parabéns! Pelo visto, você não é do tipo que fica sentado na poltrona em um dia de domingo. Mas, vai devagar. Um passo de cada vez. Se precisar, um passo atrás e dois para frente. Ah, o que seria de você sem mim, Surfista? Amiguinho, procure atravessar a rua apenas na faixa de pedestre. Até a próxima!!!


PS. Sou um cara realmente esquisito. Estou transbordando de alegria por uma série de razões e me pego escrevendo algo tão melancólico. Vai entender, ?

37 comentários:

Renata Victal disse...

É Doug, vc só precisava peidar. A propósito, a dor passou? rs BJs, Re

Márcia disse...

Caramba..ando pensando tanto nisso..Será que vou morrer sozinha? Sem ninguém pra me amar qdo eu estiver toda velhinha e enrugada? rs..

Dudu disse...

Péssima sensação... Não me veio num mega perrengue (ou sensação de mega perrengue), e sim... NO DIA DOS PAIS, por uma série de razões, mas a principal: quando tinha minha idade, meu falecido pai já tinha 3 filhos (rumo ao 4º), já eu nem achei a mãe, o que dirá os moleques e molecas. Felizmente sensação que dá e passa.

No mais, dessa vez o He-Man matou a pau, falou quase tudo que eu queria dizer (leitor metido a besta, achando que tem que dizer algo toda hora, mas enfim). O que faltou: a gente nunca deve esquecer pra que faz as coisas. Propósito é tudo. E eu acredito de verdade que realizamos tudo o que nos dispomos se colocarmos tesão no que fazemos, sem essa de 'não vai dar tempo de fazer tudo'. Se não der, não vai adiantar se lamuriar mesmo...

Jéssica Ethne disse...

Como profissional comento:
Poxa essa é a subjetividade das coisas! Adoro quando as pessoas falam explicitamente de sentimentos, sensações, vontades, duvidas, medos, enfim isso é sonho de consumo de todooo Psicológo! Vc me realizou profissionalmente!rsrsrs Tenho q confessar uma coisa pra vc, tem duas coisas q venho fazer aqui no seu blog, terapia (do riso), e fazer analise, caramba pense num blog rico pras minhas analises a respeito da vida como um todo! Isso é D+!!!

Como mera leitora comento:
Que legal q vc percebeu q tem pendencias a serem resolvidas antes de morrer né?! E que bom q vc aprendeu a surfar antes de tal fato se consumar, é ótimooo, digo q experimentou uma das melhores coisas da vida!!! Quando vinher por aqui em Natal

Jéssica Ethne disse...

Como profissional comento:
Poxa essa é a subjetividade das coisas! Adoro quando as pessoas falam explicitamente de sentimentos, sensações, vontades, duvidas, medos, enfim isso é sonho de consumo de todooo Psicológo! Vc me realizou profissionalmente!rsrsrs Tenho q confessar uma coisa pra vc, tem duas coisas q venho fazer aqui no seu blog, terapia (do riso), e fazer analise, caramba pense num blog rico pras minhas analises a respeito da vida como um todo! Isso é D+!!!

Como mera leitora comento:
Que legal q vc percebeu q tem pendencias a serem resolvidas antes de morrer né?! E que bom q vc aprendeu a surfar antes de tal fato se consumar, é ótimooo, digo q experimentou uma das melhores coisas da vida!!! Quando vinher por aqui em Natal vamo marcar de da uma caida! Blz?!! ;)
Bjão

Ruiva disse...

"Estou transbordando de alegria por uma série de razões e me pego escrevendo algo tão melancólico."

Muito normal, Surfista querido. Acontece todo o tempo. Acredite!

Beijins

LUCENA FILHO disse...

Prezado surfista, essa sua postagem me lembra uma q fiz uns dias atrás no meu blog http://lucenafilho.blogspot.com/2008/12/valeu-pena.html
Escrevi justamente sobre essa sensação de incompletude q nos inquieta quanto a morte. Abração e parabéns pelo texto

Danfern disse...

"Eram gases."

hahahahahhahahahahaha

Vc realmente escreve muito bem...coisas idiotas servindo de estopim pra se repensar a vida...genial.

Agora, a sério: é reconfortante vir aqui e ler esse tipo de coisa -um cara normal, se preocupando em fazer o melhor, em ser alguém melhor...nada de melancólico não - tua fonte de felicidade taí mesmo.

Nem te conheço, mas pelo que vc já lançou por aqui, me atrevo a responder - O que adianta tudo o que vc fez??? TUDO.

Em vez de ficar "no trono no meio de um apartamento com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar", vc não tá só preocupado em ser "o tal", mas sim tá é buscando melhorar enquanto "cerumano"...

Legal saber que isso aqui tb é fonte de satisfação pro senhorito - e saiba que a recíproca é verdadeiríssima !!!

E melhor ser brega mas ser felizzzz !!! :-P

Amanda Hora disse...

"Convicções sinceras partem de pensamentos bem cafonas. Já reparou isso?" hahahaha Eu nunca parei para pensar nisso, agora percebi, refletindo, que isso é um fato! haha Adorei!

Marcela Fernanda disse...

Vai entender ne? Mas adorei o post ;) Beijos

Vulgo Dudu disse...

Porra, Dougra, tive a mesma coisa que você. E, aos 30, uma dor no peito causa um certo desconforto não só físico, mas psicológico. Nornal...

Abs!

Doni disse...

Coincidência puraaa!
Essa sensação me ocorreu na semana passada - Terrível! Eu estava perto de mamãe e agora de 5 em 5 minutos todos perguntam se me sinto bem (nada legal...)
"Só" um surto mesmo, eu acho. Não fui ao médico pra saber.
"Lembrei" que tenho váááááárias coisas pra fazer antes dos 30...
Confesso: hoje vindo aqui me senti normal...rs =)
Bjo bjo

Contorcionista disse...

Melhor que reconhecer os problemos é batalhar para resolve-los. Parabéns surfista!

www.balzacsemprozac.blogspot.com

Mulher Maravilha disse...

Ai Surfista... sinceramente eu não entendo como um cara que dá tanto a entender que quer arrumar uma namorada não arruma uma namorada. Já sei! Vc deve gostar secretamente de alguém e se fecha para o resto da humanidade. É isso? Aff... deve ser. Porque eu tenho certeza absoluta que deve ter uma fila de mulher bonita e interessante suspirando por vc. He-man, querido, explique porque esse rapaz está solteiro.
Bjs, adorei o post. Pensamentos que a maioria dos mortais tem, mas poucos assumem.
Ps, para o Dudu lá de cima: Também já me peguei pensando que na minha idade, minha mãe já tinha 4 filhotes!! E eu aqui sem nenhum pirralho pra criar..rss.

Surfista disse...

MULHER MARAVILHA, obrigado pelas palavras e pelos elogios. Sinceramente, eu não sei o que acontece com a minha pessoa. He-Man é chapa, mas está com a vida resolvida e não pode me ajudar nesse campo. Beijos!

Vou responder a todos. Só preciso de um tempinho.

Deborah disse...

Mesmo que vc já tivesse casado, com filho vendo jogo no Marcanã, livro escrito e resolvido com seu irmão, outras e novas coisas te faltariam.....
O ser humano é assim mesmo...eternamente insatisfeito!

Se apegue ao que vc já fez!!

E se puder acrescentar uma coisa na sua lista do "fazer antes de morrer", vai a dica: salte de pára-quedas!!!!

Inté

Vi disse...

Gases foi foda... rs


Mas o texto é incrivel, tava com saudade de seus textos apaixonados...

Não que os outros não sejam bons, mas eu, com meus pensamentos de liquidificador, gosto infinitamente mais dos apaixonados, dizem mais sobre a gente e costumam ser transparentes como confissões!

beijos e boas novas e indispensaveis experiencias

Contorcionista disse...

Surfista, esqueci de dizer que além de corinthiana, sou admiradora do mengão. Parabéns pelo bi! Nóis tá foda! U-hu!

Contorcionista disse...

Surfista, esqueci de dizer que além de corinthiana, sou admiradora do mengão. Parabéns pelo bi! Nóis tá foda! U-hu!

Jongleuse disse...

Compartilho de algumas das conquistas e, também, de algumas das inquietações.
Mas... Nossos referenciais de “datas” vem de um tempo em que o cidadão era completamente inútil aos 60. As coisas mudaram e, graças a Deus, ganhamos mais tempo com essas mudanças. Os 30 não são uma sentença de morte para as futuras realização, mas pra que tudo deixe de ser vontade e venha a ser realidade é preciso uma coisa: atitude.

Sempre que me pego com esses pensamentos por muito tempo eu brigo comigo mesma. Parar, pensar, analisar o que falta, e até mesmo ficar triste... tudo isso é válido, mas não me permito ficar de lamentação pelos cantos. Alguma coisa esta ruim? Mãos à obra para melhorar.

Quanto a escrever sobre coisas supostamente tristes quando se está feliz... Acho que quando estamos nos vendo realizados em muitos aspectos começamos a sentir falta de alguém com quem dividir tanta alegria... pelo menos comigo é assim.

Dudu disse...

Mulher Maravilha, to na mesma... Mas a hora chega, de preferencia sem afobação. Tem q saber lidar com esse sentimento de comparação e seguir adiante (ps: meus amigos que casaram cedo dizem que me invejam pacas por eu ainda estar solteiro. Ser humano, este eterno insatisfeito... :D)

Doug, o FODA é que santo de casa não faz milagre. Por isso que o He-man resolve a vida de Etérnia e deixa os amigos na base do vamo-ver...

JUJUbildes disse...

DUDU e MULHER MARAVILHA, tb sempre me pego pensando nisso: que meus pais, na minha idade, já tinham os 3 pimpolhos deles! E eu, nem um candidato a pai do meu filhote à vista... :/

DOUG, todo mundo (ou quase) tem esses pensamentos, independente de serem provocados pelos gases! Rs...
Esse seu blog é pura terapia! Parabéns pela sensibilidade e pelo talento em conseguir traduzi-la em palavras!
Sua sábias palavras... sempre!

Beijocas!!

mari disse...

Só vc pra ficar assim por causa de um pum!
Ja tive esses medinhos que viram retrospectivas tb... O pior fiz um montão de coisa antes da hora que não deu certo! Será que é melhor ter se afobado e quebrado a cara?
beijinhos

Mulherzinha Sim! disse...

Surfista, isso não é uma cantada; mas você parece ser um cara bem interessante.

Fique tranqüilo, pois já fez coisas bem legais nessa vida. E como diz seu amiguinho He-man, tudo ao seu tempo. Faça sua parte e ainda terá muitas conquistas.

Bjo

Anônimo disse...

Ah Surfista.....ai se eu te pego...rs.
Ass. Vc sabe quem? Ou será que não? Hahahahahaaa....

Surfista disse...

Impressionante! Quem diria que um susto na madrugada pudesse levantar tantas reflexões. O medo da velha ceifadora de almas está encruado em nossa mente, né?

Bom, vamos às respostas:

DUDU, perfeito! Você captou exatamente a essência dos meus medos e receios. É aquela sensação de que falta tanta coisa. Brilhante, bicho!

RENATA, passou, mas não foi molezinha assim. Beijo!

MÁRCIA, você não vai bater as botas sozinha. Fique tranquila.

JÉSSICA, acredita que eu já surfei em Natal? Peguei onda de pranchinha e de long.

RUIVA, querida! Acontece, mas é muito esquisito.

LUCENA, li o seu texto e comentei por lá. Esse feeling de vazio é de lascar, cara.

DANFERN, sei não. Acho que tenho muito por fazer ainda. Meu grande medo é estar perdendo tempo.

AMANDA, é verdade! Percebi isso em um dia desses. A gente para para pensar depois de alguma iniciativa bem bocó.

MARCELA, você é uma anja. Obrigado!

VULGO, e olha que tenho 30 com shape de 25.

DANI, você é normal. Relaxa!

CONTORCIONISTA, vivemos para melhorar e aprender ou deixamos de viver. Menina, vamos para o Brasileirão. Esse ano tem Fenômeno x Imperador!

DEBORAH, saltar de pára-quedas está na minha lista de coisas por fazer.

VI, voltou! Saude de você!

JONGLEUSE, adoro suas análises racionais e ponderadas.

JUJUBILDES, obrigado!!! Estou honrado por tais palavras.

MARI, não foi um simples pum! Antes fosse! Não rolou de primeira, tenta de novo!

MULHERZINHA, não é uma cantada? Droga!

ANÔNIMA, você me perdoa se eu não quiser arriscar sua identidade?

Aninha disse...

O ser humano é um eterno insatisfeito... Mas que vazio maior não seria, se você tivesse feito tudo na sua vida e não sobrasse mais nada pela frente...

Aninha disse...

O ser humano é um eterno insatisfeito... Mas que vazio maior não seria, se você tivesse feito tudo na sua vida e não sobrasse mais nada pela frente...

Danfern disse...

Ah, só mais uma coisa!

ótima ilustração - Sétimo Selo é O filmeeee

:-P

Luna disse...

Apesar de nunca ter comentado, sou uma leitora assídua.
Adoro o blog e o He-Man.

Adorei o post.
Acho que todos tem uma fase na vida que param pra pensar sobre o que fez, ou deixou de fazer na vida.
E pode ter certeza que minha fase nunca passa, é eterna.

Beijos

Honey disse...

seríssimo o assunto, e vc conseguiu colocar de forma bem leve... com certeza fez muita gente pensar. No fim o importante é chegar a conclusão de q estamos sempre evoluindo.

Adoro o blog... smp leio... nunca comentei, mas acho q vou comentar com mais frequencia agora.

bjos

Mulherzinha Sim! disse...

Nunca repasso nos comentários para ver se o dono do blog mencionou sobre algo que tenha dito, mas hoje revolvi conferir.

Você gostaria que fosse uma cantada, Surfista? É que eu não sou muito boa nisso... :p

Beijos

Surfista disse...

MULHERZINHA, por que eu não gostaria???

Mulher Maravilha disse...

Hummm... tá pintando um clima aqui!!! Rsss... Depois escreva um post a respeito, ok??? rssss
Bjs.

Dudu disse...

Aeeeeeee!

Bom, pra esses comentários aqui no blog migrarem pra uma rede social (tipo twitter) falta muito pouco :)

Jamile disse...

Hoje estou num dia exatamente assim. Acho que é o inverno... A vontade de ter com quem ficar em casa vendo filme a tarde toda... De só trocar o calor do cobertor pelo calor do corpo do outro... de fazer cafune e ouvir aquele ronronar como resposta.
.
.
.
Como consolo fica o fato do inverno aqui no Rio durar no máximo 2 semanas...

Leni disse...

Bom,'Surfista' engraçado eu já leio ao seu blog hááá muito tempo e confesso-lhe que sempre tive um affer por você...Mas sempre mantive a minha postura;só que eu preciso mesmo conversar contigo.Também sei que devo ser 105ª a lhe mandar isso,mas pode apostar essa pode valer a pena.Pode me mandar por e-mail:leny_lokinha@hotmail.com (ñ ligue p)o e-mail),beijos Leni.