terça-feira, 24 de novembro de 2009

O que fazer quando se sofre por amor?

Alguns leitores passam por aqui e deixam uma sementinha em forma de recado. Muitas vezes, o indivíduo nem sabe que o fez. Manel Cruz apareceu aqui sabe-se lá como e largou uma poesia e um questionamento. Pulemos os versinhos e vamos ao seu dilema:

Caro blogueiro, cai aqui por acaso. O que fazer quando se sofre por amor?

Caiu de pára-quedas como tantos outros. Se voltou, não sei. Mas a pergunta ficou me martelando. Lembrei de Doralice, mulher que raptou o meu coração por alguns meses.

Você sabe a diferença entre sequestro e rapto?

Eu estava caidinho pela Doralice. Para descrevê-la, peço licença aos versos do Seu Jorge: seu cabelo me alucinava. sua boca me devorava, sua voz me iluminava e seu olhar me apavorava. Mas o carinho seguia uma via de mão única. Eu a adorava sem qualquer retorno.

Eu me acostumei a amar sem qualquer retorno. E sempre que saíamos, a hora mais triste era a que eu parava em frente à sua casa, no Recreio dos Bandeirantes. Ela saia do carro e deixava um vazio tremendo. No dia seguinte, o ciclo se repetia e a mesma sensação de tristeza me invadia. Sempre no momento dos dois beijinhos e do tchau.

Doralice, que não era besta, percebeu que algo mudava nos segundos antes de fechar a porta e sair.

- O que você tem?

- Nada. Bobagem.

- Conta.

Não cou contar. Não vou contar. Não vou contar.

- É que... eu... é que...

Raios! Por que eu não me seguro???


- Doralice, eu sou alucinado por você, mas sei que o sentimento não é recíproco. Não tenho esperanças. Esperanças se foram faz tempo. Não tenho fé. A fé se foi também. Eu só tenho o presente, que são esses momentos em que estamos juntos. E toda vez que você sai do carro, eu acho que pode ser a última.

Carajo! Essa veio lá das entranhas. Lá do pré-sal da alma.

Doralice esboçou um sorriso, mas desistiu. Ficou séria. Ela fez um leve carinho no meu rosto e saiu sem dizer uma palavra. De fato, eu não a vi muitas vezes depois. O presente se juntou à esperança e à fé e sumiu. Restou apenas a lembrança.

Então, meu caro Manel, eu não sei o que se faz quando o sofrimento vem do amor. Poucos sabem. Apenas sei que valorizar cada momento é um santo remédio contra um mal muito pior: o remorso.

QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?

Amiguinho, estava demorando para você resgatar essas histórias do limbo. Mas fico feliz que você não tenha uma memória do tamanho da saia da mocinha da Uniban. Sobre a pergunta do nosso caro Manel, atente à soberana letra do He-Man, aquele que só conhece os males da rejeição através das músicas do Wando e das novelas da Maria do Bairro: não há razão melhor para sofrer que por amor. Na verdade, é a única razão que vale a pena. Depois dessa, vou depenar a Feiticeira de Greyskull e já volto. Amiguinho, não aponte os defeitos das outras pessoas! Até a próxima!!!

45 comentários:

Estava Perdida no Mar disse...

Adoreiiii seu blog. E para quem sofre por amor...pior é viver sem o mesmo.

Alfa - elegante e sincera disse...

Alfa, a mulher que acha que sabe muito mas não entende nada, diz para Manel (é assim que se escreve?) ir até a praia, tomar um banho de mar, levantar a poeira e sacudir o sentimento. Chore sim, porque ele existe, mas lembre que você não é um sentimento. Ele apenas passa por você. Segundo a atleta, sentimento é uma coisa que vem e passa. Na verdade era vontade, mas será que podemos dizer isso de sentimento? Espero que sim.
Surfista, mande ele ouvir a faixa dois do Cd branco do Lulu Santos. Não sei o nome da música, mas ela é intensa. Diz +/- assim: "Eu gosto tanto de vc que até prefiro esconder" Sabe qual é? E Doralice? É a Doralice da Marisa Monte? rs...
Por falar nela, manda isto para o cara: "Até parece que não lembra que não sabe o que passou, não faz assim! Não faz de conta que não pensa em outra chance pra nós dois. Olha para mim!".

Amigos, depois desta ganharei um post só para mim. Confesso que estou com o carinha de nome estranho. Surfista, legal saber que vc já passou por uma história de amor recolhida. Acho que todo mundo passa, não é mesmo? Nem sempre a gente consegue aquilo que quer, e aí?

Adorei o texto! Obrigada por partilhar um momento, mesmo que ficcional, comigo.

Fica com Deus!!!

bjs

Surfista disse...

Quem disse que essa história é ficção?

Alfa disse...

É um blog. Você deve misturar o real com o ficcional.

Sofreu mesmo?

Ninguém merece sentir esta dorzinha chata.

O importante é o agora. Passou? Se passou, significa que vc cresceu e superou o passado. Agora se não passou (eu) é porque você tem que resolver as coisas. E agora? Sabe casamento do meu melhor amigo? Quase isso!

Eu quero o meu blog de volta!!!!

Alfa disse...

Amiga com visão de mercado pensa em ser a mãe de santo no clima de guerra do Rio. O slogan é "Mãe Mery traz a pessoa 'armada' em três dias".

Acho que nem a Mãe Mery resolve o meu problema rsrsrs...

Quer fazer um post para mim? Não é mole não!

;) bjs pra vcs

RUInaldinho disse...

Muito bom, Surfista! Eu que já vivi, por baixo, 20 amores ou platônicos ou não-correspondidos tomei várias dessas...mas eu nem tive saídas com elas... =P
Abraço!

Barbara Góes disse...

adorei o post, só que tu não explicou a diferença de rapto e sequestro?

bjos, suuur.. (Uia.. já de apelidinho.. hahaha)

maria disse...

Em primeiro lugar, eu sei a diferença entre sequestro e rapto. E você sabe que eu sei :) E só pra constar, o crime de rapto foi revogado em 2005.

Ainda assim, dependendo de por quem seja, eu prefiro ser raptada!

Quanto ao sofrer de amor, faz parte, né?

Eu já sofri muito por perder e por ser machucada. Mas passa rápido e a gente pensa que dói e nem dói tanto. Depois que rola uma coisa chamada "decisão", da sua parte, ou da outra, a coisa melhora.

Por isso eu digo que só sofri de amor MESMO uma vez, pois não teve decisão, nem houve lugar para ela. A vida, o tempo e milhares de circunstâncias não nos permitiu tomar uma decisão. E aí sim, sofrimento, muito sofrimento. Não desejo pra ninguém.

É fica uma coisa meio vestido de baile que você nunca mais usa, caindo de moda e empoeirando no canto de armário, mas que quando você veste ainda se sente linda dentro dele e por isso não joga fora.

Metáfora que não explica muita coisa e que nem sei de onde tirei... e talvez você nem entenda porque não tem vestido.

Foi mal pela filosofada. E não vou apagar nenhuma linha do comentário gigante, rs.

Manel Cruz disse...

Caro Surfista, agradeço a atenção com este senhor que vos fala. Pelo que li, muita gente me entende.
Posso perguntar uma coisa? Vou perguntar e o senhor responde se quiser. Estaria o Surfista apaixonado pela Doralice? A Doralice é a do Cayme?
Alfa, pelo visto a senhorita deve ter uns vinte e poucos anos. Não precisa dizer a idade, mas o fato é que depois de uma certa fase da vida, a palavra amor passa a ter um significado mais profundo, porém, aprendemos a separar as estes termos. Paixão é diferente de amor e não se parece com tesão, mas tesão com amor e paixão é a melhor coisa que existe na vida. Jovens deveriam aproveitar mais a vida, porque este vigor físico passa com o tempo, mas não pensem em resolver isto rodando pelo mundo. Procure a pessoa especial e faça tudo com ela. Valorize-a, porque a vida é curta e as pessoas morrem. Nada pior do que um amor não vivido.

Abraços,
Manel Cruz

Branca de Neve disse...

Estou há um tempo sem ler o seu blog. Adorei o texto! Parabéns!

Surfista disse...

MANEL, Doralice pode ser a do Caymmi. Por que não? Musa é musa. A diferença é que a musa baiana é eterna. A minha ficou no passado e deixou apenas esta história, que foi relembrada e contada graças ao seu questionamento. Aliás, você sabia a resposta o tempo inteiro.

NÁUFRAGA, seja sempre bem-vinda.

ALFA, Doralice é do Dorival Caymmi.

RUINALDINHO, um amigo meu tem uma teoria curiosa: o "mulher-centrismo" em vez do antropocentrismo ou do teocentrismo. Segundo ele, homens vivem, respiram, trabalham e pensam em crescer na vida... por uma mulher. Errando ou acertando, a gente está no ringue, bro!

MARIA, sim, eu sei que você conhece a diferença ente rapto e sequestro. Agora que o crime não é mais crime, fico muito mais tranquilo. E fique sempre à vontade para filosofar em longas linhas.

BRANCA, o cafofo do Surfista está sempre de portas escancaradas.

BÁRBARA, se eu confessar a diferença entre um e outro, a graça vai para o beleléu.

Surfista disse...

Ser musa é uma conquista.

Marianna Riet disse...

Surfista,

Tenho certeza que um certo gaúcho anda lendo o seu blog sem comentar. Como não sou boba, vou mandar um recado para ele por aqui mesmo.

Seja homem suficiente para assumir que a história da Bela Adormecida só existe no livrinho e na imaginação da criança. Também não sou a Rapunzel. Se quiser aparecer aqui, fique a vontade (como já conversamos), mas saiba que não sou responsável pelas suas atitudes. Não sei lidar nem com as minhas, quanto mais com as suas. Fique menos irritado e volte para a realidade. O simulacro é lindo na teoria, mas na prática confunde a nossa cabeça. Assuma quem você é e o que você quer.

Obrigada pelo espaço! Quando conseguir recuperar o login do meu blog, volto para lá.

Desabafando: homem indeciso me estressa. Um dia vou contar os quatro problemas da minha vida rs...

Dê parabéns para a nova musa! Como se chama aquela dos olhos azuis? E a do Chitãozinho e Xororó?

Por onde anda a Mulher Invisível? Estou catando aquela srta para um clube da Luluzinha.

beijos,
Marianna

Surfista disse...

Que p@&#%#$ é essa de Mulher Invisível? Carajo!

Alfa disse...

Calma! A Mulher Invisível não é a mulher ou amiga do Surfista Platinado?

O que vc pensou? Socorro!

HAN disse...

Surfista, sua história com Doralice é igual a que estou vivendo... Também estou alucinado pela danada, mas também já perdi as esperanças e sei que se eu revelar esse sentimento com certeza ela se afastará. Então eu tento me sentir feliz apenas com a companhia e com os momentos que aproveitamos quando estamos juntos, eita... É muito difícil administrar esse sentimento e a amizade que temos. Também é duro ver outro marmanjo se chegando, mas eu tento não demonstrar o ciúme que sinto. Bem, só espero que alguém roube logo meu coração dessa danada... Um abração...

JUJUbildes disse...

Oi, Doug!
Já vivi muitas dores de amores, como todo mundo. E já vivi a situação ao contrário. Alguém, um dia, se declarou para mim, via e-mail, pq não tinha coragem pessoalmente. Abriu o coração e mandou a letra de "A Sua", da Marisa Monte. Ao contrário do que acontece nesses casos na maioria das vezes, não nos afastamos, simplesmente pq ele era um primo.... Aff! O 1º encontro depois do e-mail foi dureza, mas... passou! Hj não sobra mais espaço para "sem gracezas" quando nos encontramos. Ainda bem!

Para a dor de amor não tem receita: cada um se resolve da maneira que acha melhor. Uns saem muito, outros se recolhem e choram todas as lágrimas possíveis, outros ainda acreditam que um amor se cura com outro e vão à caça... varia de pessoa para pessoa. O certo mesmo é que seja qual o tipo de infelicidade que bata à nossa porta, só não podemos convidá-la para se assentar... A consciência de que tudo passa e que um dia aquele momento não vai mais nem fazer cosquinha é muito importante: cuca legal, auto estima e bola pra frente!
Beijocassss!!!!!

P.S.: Escreve aí algo relacionado ao Natal. Adoro essa época do ano. Inclusive, vc já leu a minha carta para o Papai Noel, no meu blog??? Poxa, vc nem visita o cantinho dessa sua fã aqui... Magoei! :(
Rs...

Mulherzinha Sim! disse...

Se você soubesse essa resposta, Surfista, aposto que já estaria podre de rico!

Ah, por favor, não fale mais de pré-sal! Eu trabalho na estatal brasileira do petróleo e não aguentooooo mais esse assunto! rs

Bridget Jones disse...

Fazia já um tempo que eu não comentava aqui, né?

Mas o tema é bastante tentador.

Eu, como boa "para-raio de doido" que sou, já sofri por amor. Eu uso a terapia do "deletamento" qdo as esperanças se vão. A gente deleta a pessoa da vida, do MSN, e do pensamento (é preciso condicionamento pra isso).

Mas no geral, a terapia do "deletamento" só funciona mesmo qdo aparece alguma outra pessoa para a gente colocar em prática a terapia da "substituição".

Um super beijo.

Mariah disse...

minha dica para época de sofrer por amor: usar o tempo para procurar outro motivo para sofrer por amor...sempre dá certo! afinal, dizem por aí que "a fila anda".

Vanessa disse...

Surfista,

Essa eh a primeira vez que entrei no blog,li varios posts e adorei. Sabe aquele sentimento que muitos de nos temos ao ler um texto bom: "que m...que nao fui eu quem escrevi isso"? Foi isso...e espero que seja isso ainda muitas outras vezes. Se nos faltam fatos, que tenhamos a inspiracao e a esperanca.
Parabens

Vanessa

Alfa Jones - frenética disse...

Bebi um pouquinho e vim dar um pitaco rs...

Estou enrolada até dizer chega. Sigo o coração, a mente ou o projeto de vida? Até março de 2010 vou resolver o projeto pessoal. Resumindo: ficarei noiva ou vamos brigar feio. Se brigar feio, o que eu faço? Ok, reconstrução total, mas aprendi com o Surfista que a gente tem que estar com os olhos bem abertos e apurar tudo. Quero mt conversar com a Mulher Invisível e a Musa. Elas vão saber me aconselhar.
O meu afilhado mandou eu dar uma de Bridget Jones e partir para a briga. Como te disse, só entro em briga para ganhar. Como uma boa mulherzinha, brigo no salto agulha. Quer saber mais? Apura!

obs: Vc, a Mulher Invisível e + 2 ou 3 homens topam ir cmg no Salgueiro? Vou ver se o repórter da TV topa me acompanhar. Sabe dançar funk? Chega até o chão? Apuração total!!! Nos dois sentidos ahahhaha

Deus abençoe e ilumine vc!

bjs,

Alfa

Alfa Jones - frenética disse...

Para Doralice:
Doralice (1) esboçou um sorriso, mas desistiu (2). Ficou séria. Ela fez um leve carinho no meu rosto e saiu sem dizer uma palavra. De fato, eu não a vi muitas vezes depois. O presente se juntou à esperança e à fé e sumiu (3). Restou apenas a lembrança.(4)

(1) Você sabia que você é a Doralice? Não? Pedala!
(2) Desistiu por quê?
(3) Ele tentou! Você não quis e
(4) Lembrança quer dizer que vc foi especial, mas que já era. Mulher invisível na área. Só digo uma coisa, ela é bem visível e vai dobrar o seu herói.

Conselho de Alfa Jones: Pensa bem antes de ser simpática com ele outra vez, porque você pode se iludir e não ser nada. Ele é um herói "amigado".

Surfista, aprendi o "amigado" hoje. Metrô é cultura, rapaz!
Muitas saudades do Surfista de Deus. Lembra dele? Conheci mais amigos dele. Saudades que só vão terminar quando eu encontrar com ele no céu. Hoje não choro mais por ele, mas sinto falta de comer brigadeiro e fazer perguntas totalmente sem noção, porque eu sou assim.

Vamos estender a bandeira branca, flamenguista? Sou gremista no domingo e botafoguense ou vascaína na próxima temporada. Gremista por causa dos meus olhos e botafoguense pq ex cunhada pode ser cargo vitalício rs...

Luna Cortez disse...

acho que ninguém nunca ficou alucinado assim por mim, não que eu sou soubesse...

Marianna Riet disse...

Algum flamenguista é leitor do Surfista? Queria saber se não posso assistir o jogo com a blusa do Grêmio. Meu amigo vascaíno disse que eu vou apanhar se for de gremista. Vocês acham que flamenguistas são tão sem noção assim?

bjs,
Mari

Sadhana disse...

Bom Manel, todo mundo um dia ja sofreu ou ainda vai sofrer por esse sentimento tão contraditório que é o amor. Não sei bem, se é o amor que faz sofrer, ou se é a paixão... mas enfim, ás vezes sofremos por alguém, e isso nos machuca muito...quando sofro sou do tipo q exclui e depois substitui... Como a nossa querida amiga Brigte Jones já explicou aqui... Hoje passo por uma situação um pouquinho complicada, fim de relacionamento, onde da minha parte não existe mais amor, mais ainda existe carinho e respeito... Como não magoar alguém que nos ama muito??? Será que é felicidade estar ao lado de alguém na qual não sentimos mais amor??? Será que é melhor amar ou ser amada???

Anônimo disse...

A pior coisa que existe é sofrer por amor. Prefiro a morte do que esta dor insuportável que insiste em voltar.


Sadhana: vou dormir pensando nos teus escritos.

Surfista disse...

Preciso voltar a escrever...

SADHANA, aprendi que amor em mão dupla é loteria. Em boa parte das vezes, o sentimento só vai ou só vem. Como urrou Kames Hetfield, "sad but true".

LUNA, provavelmente, sim. Você não percebeu.

VANESSA, volte sempre! Obrigado pelas palavras carinhosas.

DRA. BRIDGET, querida! Que bom ter você por aqui de novo!

HAN, o tempo é sempre o melhor conselheiro. MARIAH foi cirúrgica neste ponto.

JUJU, vou pensar em um conto de Natal.

MULHERZINHA, não falarei mais do pré-sal!

Vanessa disse...

SADHANA, sou nova por aqui mas me atrevo a ja dar pitaco, se me permitirem...
Concordo 90% com o surfista quando ele diz que amor em mao dupla eh loteria. Os 10% ficam por conta de que o sentimento e as relacoes se movimentam...um dia eh voce quem da o tomm, no outro pode ser o outro. Ou nao. Acho que eh assim na maioria das vezes. Ser amada pode ser mais indolor que amar, mas eh amar (normalmente em mao unica) que inspira o mundo e as pessoas a serem melhores.

Surfista - Obrigada voce pelo comentario e pelo espaco

Marianna disse...

Confesso que a pior dor é perder um amigo que estava comemorando o gol do Flamengo. Pq ele morreu? Boa pergunta! Pq o Guido se foi? Tb não sei! O natural é perder os mais velhos, não os mais novos. O que fazer? Rezar! Rezar para que a família e amigos do Flávio fiquem em paz. Saudades sempre existirão, mas tristeza não, porque eram duas pessoas muito alegres.
A festa tem que continuar!

Surfista, desculpa o desabafo, mas estou com insônia. Perder dois amigos em menos de um ano e um avô querido, é muito para a minha cabeça de menininha cor de rosa.

Sorry! =/

Branca de Neve disse...

Quero mais textos!

Sra. F disse...

Amor em mão dupla é loteria...
O pior é quando você teve o bilhete premiado nas mãos e acabou perdendo...

Sadhana disse...

Anônimo... eu prefiro VIVER amando, mesmo correndo o risco de sofrer. Do que morrer com medo de me arriscar a ser feliz...
O sofrimento faz parte da vida, dói e muito, porém nos ensina a crescer...
O amor, mesmo quando passageiro, nos faz tão bem...
Ás vezes basta uma pessoa ficar do nosso lado alguns minutos, para nunca mais esquecermos (isso é tão mágico), e relutar contra isso é sinônimo de fraqueza.
Infelizmente, no coração a gente não manda, porém nosso maior problema é justamente esse... De acreditar que podemos controlar inteiramente a nossa vida.

Sadhana disse...

Vanessa... Realmante sou obrigada a concordar com você, quando diz: "Ser amada pode ser mais indolor que amar, mas eh amar (normalmente em mao unica) que inspira o mundo e as pessoas a serem melhores." Não existe nada mais inspirador que o amor, não me refiro apenas em amor "carnal", mais o amor em sua totalidade. É ele que move a alma do mundo.
Porém, discordo no quesito "amor em mão dupla é loteria", só acredito que a maioria das pessoas esperam perder para somente então darem valor.
Por que, ninguém pode amar aquilo que não possui, ou que um dia não possui.

maria disse...

O povo fala, fala e fala e não consegue explicar... amor se não fosse mistério não seria tão bom...

Aqui, fechou o lojinha? Não escreve mais não? Nem visita os blogs amigos?

Contorcionista disse...

Amor e dor são sentimentos tão próximos que é por isso que é difícil separar um do outro em algumas situações.
Ah! Surfista, eu sei a diferença de rapto e sequestro. O primeiro tem um propósito libidinoso e o outro é um atentado à liberdade individual.
www.balzacsemprozac.blogspot.com

Contorcionista disse...

Amor e dor são sentimentos tão próximos que é por isso que é difícil separar um do outro em algumas situações.
Ah! Surfista, eu sei a diferença de rapto e sequestro. O primeiro tem um propósito libidinoso e o outro é um atentado à liberdade individual.
www.balzacsemprozac.blogspot.com

Marianna disse...

Sra. F, estaria a senhorita com saudades do seu ex? Se for o caso, lembra que ex pertence ao passado. O que importa é o presente, porque não sabemos se estaremos vivos no futuro.
Dica de uma mulher alfa: pense se você está de tpm, carente ou se ele realmente vale a pena. Se sim, veja se ele está com alguém? Sim? Esquece! Deixa ele ser feliz! Agora, se vc acha que vale a pena lutar por isto, pense bem nas consequências do seu ato.

F, espero não ter me metido d+ na sua vida, mas deste caso eu entendo.

E eu que caí nas graças de um passado que talvez não me pertença mais? Resolvi assumir, mas agora estou pagando pelos meus atos. Ele me ligou bêbado querendo sair comigo de novo, mas acho que ele parou nos seus 18 anos. Sei lá, cada um sabe de si. Eu mal sei de mim, quanto mais dos outros.

Sadhana, sou a louca que acredita em amor pleno. Já ouviu falar disto?

Contorcionista, quero ser sequestrada por um amigo meu rs...
Vou tentar passar no seu blog. Aproveitar que o meu chefe não está on rs...

Alguém sabe qual a boa do ano novo?

Surfista, se eu assinar com o meu sobrenome, isto vai para o google?

O seu blog parece uma mesa de bar. Todos discutindo sobre o amor.

Sobe som:"Quem inventou o amor, me explica, por favor!"

Encontrei a sua estagiária no jogo.

bjs,
Marianna

Sra. F disse...

Marianna, é sempre bom escutar uma opinião de alguém que não está envolvido no assunto, pois é uma opinião imparcial. Minha situação é bem complicada, eu e meu ex (marido) nos damos muitíssimo bem, e ambos estamos sozinhos. Certos laços são muito difíceis de desfazer.

P.S.: Estou precisando realmente conhecer novas pessoas, mas meu ex é uma pessoa que vale a pena.

Sadhana disse...

Marianna, já ouvi sim, mas sou uma terrível geminiana volúvel!

Marianna disse...

Sadhana, o que isto quer dizer? Eu sou de libra, mas não tenho noções se isto influencia na minha vida. Para ser sincera, só faz vc saber o trimestre que eu nasci, certo?

Eu acredito no amor pleno. Voltei a acreditar no amor! =)

Sadhana disse...

Ai,ai, não quer dizer nada, pronto!!!

Sadhana disse...

Marianna, mais outra coisa... em momento algum disse que não acreditava em amor.
Bjinho!!!

Doralice disse...

Um texto para mim, será? Pena que passou, mas diga que valeu =D

Moreno alto, bonito e sensual talvez eu seja a solução dos seus problemas *ou não*

I'm so happy!
Se o texto for para mim, vou ficar so haaaaaaaaaaaapy.Se não for, paciência, porque hoje eu estou felizzz.

Felicidade é a melhor coisa que existe! É melhor ser alegre que ser triste. Como é bom estar feliz e em paz ;)


Saudações botafoguenses!

;p

Surfista disse...

CONTORCIONISTA, perfeito! Até que enfim alguém matou a charada!