quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O mundo é seu

Acho que esse humilde bloguinho nunca ficou tanto tempo sem atualização. Mea culpa, mea maxima culpa. Desculpe!

Em "Jurassic Park", divertido filme do Spielberg de 1993, há uma cena em que o rabugento e cético Dr. Grant fica diante de um brontossauro pela primeira vez. Seu olhar de total surpresa e assombro diante do impossível é um dos melhores momentos da trama. Há poucos dias, eu compreendi como ele se sentiu.

Olha, juro que não sou um deslumbrado. É preciso muito para me derrubar o queixo. Pois diante do Big Ben, minhas pupilas dilataram, meu coração acelerou, minha boca ficou seca, minha mandíbula ficou mole, minhas pernas ficaram bambas e as palavras faltaram. Deu vontade de rir. Deu vontade de chorar. Deu dor de barriga. Tudo ao mesmo tempo agora.

Juro! Fiquei que nem o Dr. Grant diante do brontossauro.

Sabe quando você se vê em um contexto onírico? Quando você se vê em um cenário só conhecido em TV ou foto? Tá bom, de repente você está lá diante do "relojão" do Big Ben. Pouco depois, está na Abadia de Westminster, na Catedral de St. Paul, na Tower Bridge e por aí vai. Você está conhecendo o mundo.

Passei três dias intensos em Londres e me senti vivo como nunca. Foi como se a ficha caísse e eu finalmente descobrisse que há algo além do horizonte, além do fim do arco-íris. Sabe, o mundo é muito maior que o seu ou o meu quintal. Há tanta coisa a ser vista, a ser descoberta. Em algum lugar da sua janela, há algo que vai fazer o seu queixo cair. Cabe a você desligar a televisão e dar um jeito de chegar lá. Aposto que o seu brontossauro está em algum lugar do planeta.

QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, o Homem Mais Poderoso do Universos está sem muito saco para comentar os seus deslumbres, por mais esporádicos que sejam. Não vou nem me dar ao trabalho de levantar a espada e me transformar. Mas, vamos à moral da história. Lembre-se do que James Bond já mostrou: o mundo não é o bastante. Até a próxima!!!

9 comentários:

Sandro Ataliba disse...

Posso apenas imaginar como é isso. Deve realmente ser algo perto do inexplicável.
Aproveite!
Abraço

Thaís Alves disse...

Viajar nunca é o bastante... ai, que saudade de fazer isso! :) Aproveite msm cada minuto! bjs

Maria disse...

eu sou mestra pra essas coisas.

até a primeira vez que eu saí do metrô na av. paulista, e isso tem um ano e pouco, mais ou menos, eu pensei "nooossa, eu tô na av. paulista"

é que a gente tem coração bobo, d. mas eu prefiro ser desse tipo.

beijo!

minny disse...

hoje eu tenho um filme para te indicar.. rsrsrs
e que eu assiste e lembrei que vc sempre fala de filmes... chama
max e mary, uma amizade diferente, nao sei se e seu estilo de fimes, rrsrss
mas espero que goste..


minny

Surfista disse...

SANDRO, é realmente inexplicável porque não tenho o perfil deslumbrado. Mas quase perdi o ar neste dia.

THAIS, segui a sua dica!

MARIA, gosto de ti deste jeito.

MINNY, dicas de filme são sempre bem-vindas. Não conheço "Max e Mary", mas vou checar. obrigado!!!

minny disse...

e da uma pesquisada eu assisti online...
o filme, achei muito bom..
ve e depois fala se gostou,
minny

minny disse...

cara tem 2012 visitas do seu perfi e um sinal...
kkkkkkkkk

Surfista disse...

MINNY, sinal do fim do mundo? : ))))) Beijos

minny disse...

rrsrs
vai saber né?
fim do mundo, acredito eu e quando morremos e mesmo assim a vida continua sem a gente..
bjos...