sábado, 19 de março de 2011

As aventuras de John Wayne

Esta é uma história (real, óbvio) para que as pessoas não reclamem mais dos seus nomes de batismo. Veja como uma homenagem pode virar uma maldição na vida de um indivíduo.

Era um vez, há 20 e poucos anos, em um cartório na Baixada Fluminense...

PAI: Boa tarde!

ESCRIVÃO: Boa tarde! Tudo bem com o senhor?

PAI: Tudo na santa paz.

ESCRIVÃO: Então, como é o nome da criança?

PAI: John Wayne [sobrenome].

ESCRIVÃO: Hein?

PAI: John Wayne, meu filho. O cowboy dos filmes.

ESCRIVÃO: Quem?

PAI: Anota aí, rapaz: John Wayne [sobrenome].

ESCRIVÃO: Errr... o senhor manda.

Rio de Janeiro, 20 e poucos anos depois...

EU: Opa, como vai? Douglas. Prazer.

INFELIZ: Joene. Prazer.

EU: Hein?

INFELIZ: Longa história...

QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, o Homem Mais Poderoso do Universo é compreensivo com os pais que querem destacar os seus pimpolhos entre milhões de Joões, Josés, Pedros e Felipes. Mas se rolar uma criatividade, pelamordedeus, anota o nome certo do ídolo. Não deixa na cultura geral do escrivão, ouj o cara pode entrar no time do Athirson, Fellype Gabriel, Richarlyson e Maicossuel. Joene (aka. John Wayne) que o diga. Amiguinho, gula é feia e faz mal à sua saúde. Até a próxima!!!

6 comentários:

Maria disse...

minha mãe já teve um aluno Waldisney.

a irmã do meu avô, a tia ofélia, na verdade se chama EUPHÉLIA ("qual o nome da criança?" "éofélia"... sacou? bem, a gente imagina que seja isso)

ah sim, tem o professor oazinguito ferreira FILHO, que faz o blog http://petropolisnoseculoxx.blogspot.com/ dizem que era para ele, no caso, o pai e ele, chamarem-se washington.

Sandro Ataliba disse...

Quando se trata de nome de filhos, eu sempre aconselho: pense no quanto ele será zoado em sala de aula. Assim a gente consegue diminuir o número de aberrações.
Por aqui, como agora moro na área rural, convivo com alunos que me oferecem boas risadas: Rhykisson, Suevellyn, Jorgiele, Uaslei, Krysttian, Woston, Dhulyan (lê-se Julian), Lhays e, meu proferido, Wdson (lê-se Údson). Juro que são todos nomes reais de alunos.
Abraço

Nana disse...

Oi, td b? Encontrei seu blog navegando na web e gostei muito daki. Espero sua visita no meu cantinho tb. Bjs e fik c Deus.

Mulherzinha Sim! disse...

Quando conheci um amigo que se chama Regicam, e ter estudado com uma Penélope Lúcia, achei que já tinha visto de tudo... Aí a minha amiga me conta que uma conhecida se chama Prodomabel, que significa produto do amor de Maurício e Isabel. Pqp! Vai ter criatividade assim lá no inferno!

Sadhana disse...

Sem comentários... hahaha

Navegante disse...

Conheci um Valdisney batizado exatamente do mesmo jeito!

Mas melhor é essa aqui: uma amiga pediatra estava no serviço público, chamando os pacientes por ordem de chegada. A lista sempre chegava em um ausente: "Eman! Eman?" e nada dele aparecer.

Ao final do expediente, pronta pra ir embora, uma senhorinha puxando seu neto pergunta o porquê de não ter sido atendida:

"- Mas minha senhora, eu chamei todo mundo que preencheu ficha
- Ah, mas não chamou o meu neto!
- Qual o nome dele?
- Rí mên! (He-man)"

(pano rápido!)