segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Atos absurdos que fazemos por um rabo-de-saia...


Um hábito intrigante de certas mulheres é o de freqüentar boites gays – mesmo sendo heterossexuais. Segundo algumas, essa escolha se deve pelo simples prazer de dançar sem nenhum Zé Mané para importuná-las.

Hmmm... mas, se elas forem a qualquer boite e saírem sem nenhuma cantadinha, onde vai parar a auto-estima??? E desde quando mulheres não são experts em cortar qualquer investida inconveniente??? Às vezes, acho que essa presepada é uma fuga da responsabilidade de atrair os olhares maliciosos.

Outra corrente de fêmeas declara que esse tipo de ambiente reserva alguns homens interessantes, desencanados, inteligentes e refinados. Juro que não duvido, mas a probabilidade desse tipo de cara não curtir um rabo-de-saia é imenso. Além da chance clara dele ser do tipo que coloca a mão dentro da calça alheia e fica feliz seja lá com o que encontrar.

Berenice se enquadra na primeira descrição: ela curte boites homos pelo prazer de dançar sem se preocupar com conversas moles no meio da pista. Ela tem amigos gays e, vez ou outra, aceita um convite para requebrar o esqueleto nessas danceterias que contrariam a máxima do Tim Maia: só não vale dançar homem com homem nem mulher com mulher. Lá no escurinho do salão, vale tudo!

Bom, seria uma noite como outra qualquer, na qual Berenice dançaria até suar a blusinha, tomaria uns gorós e voltaria para casa intacta. Lá pelas duas da matina, uma surpresa. A moça apertou os olhinhos para ver melhor no escuro, e...

- Peraí, Leonel? Leonel, é você?

O cara escancarou o queixo. Ficou com a cara de menino que foi pego pela mãe fazendo justiça com as próprias mãos, quero dizer, prestando uma homenagem solene à Playboy do mês, isto é, na covardia do cinco contra um, ou seja, praticando o sexo seguro... bem, você entendeu.

- Leonel, que surpresa!

- Berenice, chega aqui para eu te falar uma coisinha. Não é nada do que você está pensando.

Olha, o cara é pego com a boca na botija em plena boite gay e vem com essa onda de "não é nada do que você está pensando"? Seria mais digno assumir sua condição, mas...

- Cara, não tem problema nenhum. Você pode ser boiola o quanto quiser. Ninguém vai te censurar.

- Mas, eu não sou gay!

Você não lembrou do quadro do "Casseta & Planeta" com Wanderley na sauna gay? Eu lembrei.

- Então, você entrou aqui por engano. Achou que era a Nuth Lounge, mas só desconfiou depois que viu um marinheiro fortão dançando no palco.

- Não, Berenice. Droga, vou ter que te contar. Você tá vendo aquela mulher ali? Aquela de vestidinho verde? – apontou para uma moça que acompanhava a conversa de longe. Ela também estava com a fisionomia tensa.

- O que tem ela?

- Ela está comigo.

- Aqui? Por quê logo aqui? Você nunca foi um cara interessante, desencanado, inteligente e refinado.

Leonel respirou fundo.

- Porque ela é casada. Aqui é o lugar em que podemos sair para dançar com um risco menor de esbarrar com o marido dela ou com os amigos dele.

Berenice arregalou os olhos e não conteve a gargalhada. Leonel voltou para o lado da "namoradinha". Ficaram se amando e chamando a atenção por serem o único casal heterossexual do recinto.


QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, uma característica que configura o perfil do homo sapiens sapiens é a habilidade inigualável de ter idéias diferenciadas para aprontar das suas. Tamanha criatividade para fazer caquinha sem chamar a atenção se reflete no plano infalível de Leonel e da moça casada para curtirem a noite sem correr tantos riscos. Ela dança à vontade e ele pode beliscar a patroa alheia sem medo de virar pauta do "Linha Direta". Pelo lado romântico da parada, Leonel merece reverências. Quantos homens colocariam suas masculinidades e machezas à prova pelo amor de uma mulher (mesmo uma comprometida)? Amiguinho, evite tomar choques. Não brinque com tomadas.

22 comentários:

Drika disse...

adorei o título do post.
interessante a capacidade do rapaz em sair da mesmice.
mas, convenhamos, a mulher deve valer muito a pena!
beijinho.

A Truculenta disse...

hahahahha
mto bom!
Eu acho que tudo isso acontece com vc e vc fica inventando q foi com os outros... vou bater um papo com o He-man, aposto que ele sabe de tudo.
bjos

Lisa disse...

nunca fui em boate gay...
quem sabe não tá na hora deu rever minhas escolhas. alguma indicação, surfista?
ehehehe
brincadeirinha
bj

JUJUbildes disse...

Eu nunca fui a boates GLS, e confesso que nunca tive essa curiosidade. Se já está hiper, mega, maxi difícil encontrar a espécime masculina nos lugares convencionais (pelo menos aqui em BH, onde há 7 mulheres para cada homem... aff!), imagino em boates gays... Rs... Mas se realmente a intenção é fugir dos mocinhos, deve ser mesmo uma boa opção.
Agora, realmente, homem faz qualquer coisa por um rabo de saia! O Leonel foi bem criativo (ou terá sido idéia da moça casada?)! E foi tb corajoso ao se sujeitar a ser confundido com o tipo clássico frequentador do lugar.
Beijos!

Anônimo disse...

Beijo de mulher casada tem gosto de chumbo...rsrs
Nunca fui em boate gay. Mas outro dia aconteceu de uma amiga chamar para um happy hour aqui no centro de S. Paulo. Nossa, era uma vibe gay total! Nada contra,mas prefiro ir em lugares onde os homens gostam de mulheres.
Bjs
Lyla

Edu Starling disse...

Já soube de marmanjo indo pra essas boates pra soltar a franga e pra pegar mulher. Agora, pra pegar mulher comprometida é a 1a vez. Como se dizia no Arquivo X, 'Trust no one, Mr Mulder' :)

E aí, vais no REM sábado? Qualquer coisa falamos pelo MSN (é o email q está cadastrado nesse comment)

Ruiva disse...

Ah, meu caro Platinado, homens simplesmente inventam qualquer parada pra panhar uma mulher que seja interessante. Os absurdos que eu já vi e ouvi.... nem te conto!

Beijos, querido.

"Brigite" disse...

A D O R O ... para dançar, beber e "esbarrar" com os meninos e meninas....hahahahhaaaa...e por falar nisso o Galeria reabre tinindo de novo nessa sexta...vamos meu super herói predileto???? Bjs.

maria disse...

"Amiguinho, evite tomar choques. Não brinque com tomadas." HAHAHAHA, foi pra mim? Bem, eu evito... usando sempre algo de plástico pra proteger as mãos das torneiras (até mesmo de chuveiros a gás, melhor não arriscar), batendo a porta do carro sempre com a mão no vidro (ou encostando a chave antes - truque), e passando longe de geladeiras com mais de 15 anos de uso... tem horas que acho que sou EU que dou choque nas coisas!

Sobre o texto: já evito ao máximo os salões de cabeleireiro... boate gay então, jamé! Todo caso, o que não fazem aqueles que QUEREM, né? Homens de atitude, seja lá qual for, sempre merecem o meu respeito.

Danfern disse...

hhahahahhahahahahhahaa

sensacional a criatividade desse povo!!!

Já fui em boate GLS com respectivo e amiga...o sujeito ficou nervoso, não deixou eu sair de perto um minuto....

E engraçado que outro dia estava comentando do Gaiola das Loucas francês...ótima lembrança!!!

:-P

He-Man sempre preciso nos comentários.

Surfista disse...

"BRIGITE", meu querido vulcãozinho de libido, eu respeito tudo, mas ainda não evoluí espiritualmente a ponto de freqüentar certos ambientes com naturalidade e indiferença. Fazer o quê? Sou um antiquado confesso.

DRIKA, não conheci o casal em questão. Só tive a Berenice para revelar os fatos.

TRUCULENTA, acredite em mim. Eu assumo minhas próprias presepadas.

LISA, eu não saberia lhe indicar. Como anda a cena GLS aí em POA?

JUJUBILDES, foi ou não foi um golpe de mestre?

LYLA, com tanta mulher livre e solta no mundo, por que diabos cismar com uma casada, não é?

EDU, REM na cabeça. Vamos combinar uma birita pré-show. Manda um e-mail para o surfistaplatinado@hotmail.com e vamos combinar melhor.

RUIVA, homem decidido é uma raça que merece total respeito e admiração - até no ato de fazer merda!

DANFERN (ou Fernanda?), o que te levou a levar seu amado a uma boite GLS? He-Man sabe das paradas!

Sunflower disse...

a música é melhor, ué.

beijas

http://foradacurva.zip.net/ disse...

As melhores histórias são essas: fatos da vida real que de tão improváveis nos dão uma sensação de liberdade única. Adorei o texto!

Calcinha combinando... disse...

Bom, eu posso dizer tranquilamente que nunca tive problemas em ir acompanhada a qq lugar gay (ou GLS)... Tenho várias amigas bibas e elas me tratam com o maior respeito!! A mim e a qq bofe que esteja me acompanhando! (muito mais do que muita amiga-da-onça por aí... diga-se de passagem!!!!) Independente delas acharem que eu sou a maior bicha de todas (pq eu sou mesmo!!! Totalmente, a ponto delas acharem que eu sou a bicha que mais dei certo, pois já nasci mulher e, qdo morrer, vou virar purpurina COR-DE-ROSA!!!)
Snceramente, acho que o bizarro nessa história não é o local, mas o estado civil da cachorrona em questão. Se estivesse lá com o marido dela, ou se fosse solteira e estivesse lá com o Leonel, tudo bem, o lugar é diversão garantida na certa, sem o stress de lugares como a já citada Nuth, por exemplo.
No final, vc tá certo, com tta mulher solteira, vai cismar com uma casada????? Tem louco pra tudo!!!!!!
BJUS

PEDRITA disse...

E não curto night GLS. Prefiro algo bem HETERO! rs

Quanto ao Leonel... infelizmente não mandamos nos mistérios do coração.
Se conselho fosse bom, não se dava, vendia... porém: LEONEL, LARGA ESSA FURADA!!!! Tem muita mulher solteira dando sopa por aí!!!!!!

Para desespero masculino podemos enlouquecer os homens, seduzindo-os, pois temos o mistério e o fascínio. Diante disso, é compreensível a atitude absurda de Leonel! rsrsrsrsrsrsrsrs

PS: Surfista, como anda o Aparício?????

jeff disse...

hahahahaha
sensacional.
ainda me pergunto se essas histórias são verídicas ou fruto dessa mente platinada. anyway, são sempre engraçadas e pode acontecer com qualquer.
no mais, boate gay é muito legal. xD

Danfern disse...

Meu nome não é Fernanda! Pq todo mundo acha isso? rs

Eu e a amiga precisávamos organizar uma festa e nos indicaram um DJ "bom e barato".

A amiga queria ver o DJ em ação - mas de graça- então ele nos convidou pra ir na tal boate GLS ouvir o seu trabalho...e lá fomos, num sabadão à noite. Era lá no Cine Ideal (Centro do RJ). E eu só convidei o respectivo, ele foi porque quis ! :-P

Digamos que foi uma experiência interessante, mas acho que não repetiria...

He-Man é ídolo! rs

contorcionista disse...

Puxa surfista, o desfecho da história seria mais legal se o "calega" encontrasse o marido na mesma balada gay! Ahhhhh! Que peninha!!!!!!!!!!

www.balzacsemprozac.blogspot.com

ISO disse...

Ah Surfista... vc sempre surpreende...!! Bom demais, ri horrores! Adoro os nomes dos personagens e os parênteses inusitados dos seus causos.
Sobre as boates gays, nunca fui. Não tenho a menor curiosidade... rss. Como alguém já falou aí, prefiro ir a lugares onde os homens gostam de mulher :-)
Bjokas.

Surfista disse...

SUNFLOWER, não posso opinar sobre a música, uma vez que nunca adentrei em tal estabelecimento.

FORA DA CURVA, que bom receber um comentário seu, editora. Já estava com saudades. Vem cá, ja publicou um livro sobre suas aventuras africanas?

CALCINHA, tem louco para tudo.

PEDRITA, Aparício está bem. Continua apaixonado pela ex, mas segue a vida. Torço por ele e espero poder escrever "Inês, a ex - Parte II".

JEFF, meu caro, aumento, mas não invento. São histórias verídicas.

DANFERN, He-Man está envaidecido com seu elogio.

CONTORCIONISTA, como uma história concreta, a conclusão teve que obedecer à realidade.

ISO, você é suspeita, querida. Obrigado!!!

Mulherzinha Sim! disse...

Meus amigos gays vivem me chamando para ir à boates GLS, mas acho bem melhor dançar entre uma cantadinha e outra. rsrsrs

A única coisa que eu odeio são os caras que já chegam querendo colocar a mão. Se for em um dia em que eu não estou muito para azaração, digo logo: "Sem contato físico, por favor!" rsrsrs

Quanto ao carinha aí do post, neste dia ele deve ter comprovado que você nunca está totalmente alheio aos flagrantes de conhecidos.

Muleka disse...

Uma coisa é verdade, as músicas dessas boites gls é a melhor.
.
Mas se vc não é cantada por um homem nesses lugares, com certeza será por uma mulher.
.
Eu já fui algumas vezes, sempre com Meu Guri a tira colo e mesmo assim uma mulher me cantou.
.
Mas vou te confessar, se elogio de homem é bom, imagina outra mulher te elogiando... já que a gente se arruma é pras outras mulheres olharem...
.
Beijos e apareça lá no Muleka *)