quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Esperteza de criança 3 - Morra, Ben 10, morra!

Meninos e meninas, segue uma história de Natal muito atrasada. Tem quase o mesmo enredo de "Herói de Brinquedo", aquele filme natalino dos tempos em que Schwarzenegger não era político.

Até poucos dias, eu nunca tinha ouvido falar do tal de Ben 10. Juro. Perguntando para alguns amigos que têm filhos, sobrinhos e/ou afilhados, descobri que o tal desenho é uma febre entre a molecada. Quem descobriu a influência do personagem foi a minha amiga Adelaide.

A moça não tem filhos, mas tem Juquinha, um afilhado de sete aninhos que é quase um rebento. Às vésperas do Natal, ela fez a fatídica pergunta:

- Meu amor, que presente você quer ganhar do Papai Noel?

- O boneco do Ben 10, tia - o guri nem pestanejou.

- Vamos ver se Papai Noel atende ao seu pedido, meu querido - o que Adelaide não sabia é que o tal do Ben 10 era o desejo de outros milhões de crianças. Sem esse conhecimento, a madrinha deixou para comprar o brinquedo lá pelo dia 23 de dezembro.

Com toda a tranqüilidade do mundo, Adelaide foi ao shopping. Fez outras compras e deixou o Ben 10 por último, afinal esse era barbada. Já na primeira loja, o susto.

- Moço, onde eu pego um boneco do Ben 10?

- Acabou. Só temos o Heatblast, que é do mesmo desenho. Vai?

Nas lojas seguintes, o drama foi se configurando. Todos tinham a quadrilha inteira, menos o líder:
.
- Acabou.

- Esgotado.

- Já era.

- Serve o Pokemón?

Adelaide foi sendo tomada pelo desespero. Qualquer adulto entenderia uma falta, mas o pequeno Juquinha poderia ficar traumatizado pela vida inteira. A minha amiga, muito fantasiosa, imaginava cenas bizarras:

- Papai Noel não lembrou do meu Ben 10. Buáááááá! Ele me odeia! Buáááááá! Eu sou um lixo! Buááááá! Não quero mais estudar ou ser alguém na vida. Vou me drogar! Papai Noel, seu velho miserável, filho de uma...

Adelaide era muito imaginativa...

Assim que chegou em casa, a mulher voou para a Internet e descobriu que poderia encontrar o tal boneco em uma loja, em Niterói.

Niterói, meu caro leitor, é uma pitoresca cidade vizinha ao Rio de Janeiro. O amável povo niteroiense não usa artigos após as preposições ("vou à casa de fulano" e não "do fulano") e, segundo a lenda local, a distribuição populacional é de cinco mulheres para cada homem.

Na manhã do dia 24, Adelaide se mandou para Niterói. Chegou na tal loja antes do meio-dia e a fila nos caixas já era monstruosa.

Em dezembro, qualquer loja de criança se torna uma sucursal do inferno. Você encontra pais estressados, vendedores desorientados, filas imensas, sistema dando bug, crianças gritando, crianças correndo, crianças depredando caixas, crianças chorando. Sabe o arrastão na praia de Copacabana nos anos 90?A diferença é que os meliantes eram mais calmos. Quando eu for pai, vou fazer as compras de Natal em abril!

Logo de cara, Adelaide viu alguns pequenos abraçados com a caixa do Ben 10, aquele cão danado!

Depois de muito esforço e algumas cotoveladas, ela conseguiu falar com um dos vendedores, uma menina suada, de olhos esbugalhados e coração palpitante.

- Moça, cadê o Ben 10?

A menina apontou para uma prateleira lotada de caixas. Adelaide voou e foi caçar o Ben 10, aquele desgraçado! Catou caixa por caixa e nada.

- Minha filha, o Ben 10 não está aqui. Cadê?

- Então acabou, madame.

- Como assim "acabou"?

Adelaide quase perdeu o controle. Tudo por causa do Ben 10, aquele lazarento. Pensou em roubar um dos moleques que carregava uma caixa. Chegou a tentar negociar com um deles:

- Filhinho, vamos trocar o seu boneco feio e bobo por um sensacional Max Steel? Vamos, garotinho lindo?

- Você tá maluca?

Na noite de Natal, Adelaide foi falar com Juquinha e protagonizou uma cena patética, graças ao Ben 10, aquele porco sarnento!

- Buááááá, desculpa, Juquinha. A tia não conseguiu o boneco do Ben 10. Eu sei o quanto você queria o Ben 10. Tia Adelaide é péssima. Desculpa, meu amor.

Juquinha respondeu com toda a sabedoria arquivada em sete longos anos de playstation, Internet e TV a cabo.

- Calma, tia. Era só um boneco.


QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?

Amiguinho, seu eu não conhecesse a Tia Adelaide, eu diria que você está inventando. Bom, não está (talvez, aumentando um pouquinho, mas isso você sempre faz). Bom, você sabe por que He-Man é um sucesso entre a garotada? Por que eu não trato os pequenos como retardados. E como eu já disse antes, as crianças de hoje em dia são muito evoluídas. Veja só a Maysa (a garotinha, não a falecida cantora que virou popstar de minissérie). Ninguém tira da cabeça do He-Man que aquilo é um exterminador do futuro disfarçado de garotinha. Amiguinho, tenha cuidado com o seu aparelho celular. Eles não são à prova d'água. Até a próxima!!!



16 comentários:

Ruiva disse...

Cinco mulheres pra cada homem? Uhm.... então deve ter umas dez batendo a cabeça na parede agora..

E isso de não usar artigo é contagioso. MEDO!

Carla Beatriz disse...

Ahahahahahaha!

Meu filho tem o relógio do Ben 10, o rádio do Ben 10, a máscara do Ben 10, o relógio especial de transformar em alienígena do Ben 10, não tira do corpo uma camiseta com a estampa do Ben 10 e não desgruda da televisão quando tá dando Ben 10 no Cartoon ... Ele tem 6 anos!

Aos 4 anos eram os Power Rangers, Batman, Homem-Aranha ...

JUJUbildes disse...

Hahaha!! Adorei esse texto! Tenho um sobrinho de 4 anos (quase um rebento) que no Natal pediu ao Papai Noel um Max Steel com Gorila (não, não poderia ser qualquer Max Steel, e sim o "com Gorila", pq tem Max Steel de tudo quanto é maneira que vc puder imaginar!), o relógio do Ben 10 e o laptop do Ben 10! Mas como minha irmã é esperta e fez as compras com antecedência, ela comprou tudo pela internet, e não precisou passar pelos perrengues das lojas de brinquedos no Natal. Eu só fiquei conhecendo o Ben 10 nessa época. Aí fui assistir ao desenho com meu sobrinho... Coitadas das crianças! Acho que os autores dos desenhos não conseguem acompanhar a velocidade de exibição dos mesmos, pq no Cartoon os episódios são repetidos, e meu sobrinho já diz as falas dos personagens antes delas acontecerem! Rs...
Mas realmente, às vezes, os adultos menosprezam as crianças... A gente fica mais malucos que eles para querer agradá-los! Resultado: além dos presentes do Papai Noel, meu sobrinho ganhou mais 3 tipos de Max Steel! E já enjoou! Aff! Rs...
Beijo, Surfista!

P.S.: Recebeu meu e-mail com minha história real que serve de idéia para um próximo post seu?

Mulherzinha Sim! disse...

Sorte da Adelaide que o sobrinho pede um boneco Ben 10. A minha prima pede só coisa "cara". A última do Natal foi uma câmera digital.

Ah, aproveitando a visita, adoro seus comentários, Surfista.

A Truculenta disse...

Eu acho que o instinto paternal do Surfista está dando o ar da graça.
bjones

Muleka disse...

Tadinha dessa Tia... mas é exatamente o que acontece. Por isso mesmo eu nem pergunto pros meus afilhados o que eles querem, sondo antes e se conseguir achar blz, senão compro outro brinquedo.
Bjão Surfista, bom post ;)

Elisa Castro disse...

Cinco mulheres para cada homem??? Deve ter muita guria arranhando azulejo do outro lado da poça....tomara que elas não atravessem em busca dos bofes cariocas!!!!
Chega de concorrência!

Dudu disse...

Muito me agrada essa evolução da pirralhada. Uma das minhas afilhadas pediu uma parada impossível de comprar, não comprei, e ela falou: "Ah, relaxa... O importante é que você tentou" e eu fiquei de comprar outra coisa. O presente: uma camisa oficial do Fluminense (eu não ia comprar de jeito nenhum pra ela!) :D

Aninha disse...

Minha sobrinha, quando tinha 4 anos, me pediu a escova das meninas super-poderosas, saí como uma maluca procurando em vários lugares, tinha escova de todas as Princesas ( Cinderela, Branca de Neve, etc), Barbie, Hello Kitty, mas nada de achar das poderosas. Então, comprei um Kit que vinha escova de cabelo, pente e vários acessórios, colei uns adesivos da Lindinha, Florzinha e Docinho e pronto.
Quando fui dar o presente, ela abriu, me olhou e disse: " Tia, eu queria era uma escova de dentes..."
Depois deste dia em diante, (agora com 10 anos), ela especifica bem o presente que ela quer...
O brilho dos olhos quando eles abrem o presente pedido, não tem preço (clichê, mas é verdade, mas depois ele fica largado, em um canto da casa...)
Beijos

Sofia Fada disse...

ahahahaha, adorei! Aliás, o meu filho já tem relógio do Ben 10 e alguns bonecos (porque ele se transforma em vários monstros) que, na verdade, já andam pelo quintal sem braços e pernas. A minha sorte é que ele prefere correr atrás de besouros e tatus bolinhas...

Dari disse...

Rsrsrs
incrível a capacidade que as crianças têm de simplificar as coisas... e incrível como elas sempre rendem bons posts...
=D

acabei de criar um inspirada num pestinha... dê uma conferida se quiser...

Bjs!

Lisa disse...

surfista,sou uma negação nestes postes under-12, de qq forma concordo com a truculenta: vc tá cheirando á fraldas, talco e lencinhos umedecidos.

Surfista disse...

Vamos colocar alguns pingos no is.

Gosto de crianças? Gosto.
Tenho jeito com crianças? Tenho.
Como sei disso? Feedback positivo.
Quero ser papai? Quero.
Agora? Não.

Estamos entendidos?

Agora, o que mais me deixou feliz neste texto foram as pequenas aventuras dos leitores. Muito bacana!

Agora vamos às respostas:

RUIVA e ELISA, Niterói é o El Dorado para os homens. Melhor que Nikiti, só o aprazível estado de Minas Gerais.

CARLA BEATRIZ, crianças mudam de ídolos com uma rapidez impressionante.

JUJUBILDES, obrigado, querida.

MULHERZINHA, essa geração de crianças adora bugigangas eletrônicas. Minha priminha de 10 anos queria um MP4. Eu dei um álbum de figurinhas. Deu certo. É sempre um prazer visitá-la, mocinha.

TRUCULENTA e LISA, observem o que escrevi acima. Por enquanto, não tá rolando.

MULEKA, sua estratégia é ótima. Confie no seu feeling e economize tempo e dinheiro.

DUDU, rapaz, comprei a maldita camisa tricolor para o meu pai no Natal passado. O velho mereceu.

ANINHA, o que vale no presente é a alegria do presentado.

SOFIA, sorte sua que o seu quintal tem esses atrativos. Quando eu era bem pequeno, eu adorava brincar com formigueiros e besouros.

DARI, vou conferir! Beijo.

drika disse...

eu quero um filho assim. com respostas q desestruturam!

engraçado... é só falar de criança q o povo acha logo q o relógio tá batendo e tal...
o meu tá tão atrasado, mas as pessoas não acreditam.
enfim, adorei a forma como vc escreveu.
um beijo.

Veru disse...

hauahuahuahau comentarios sobre Niteroi e os adjetivos do Ben 10 (aquele cao danado!) me fizeram rolar de rir!!!! O q mais adorei aqui eh q como sou carioca tb, serve p/ matar a saudade da minha terra, pois agora estou do ooooutro lado do mundo... ^^
bjus!! continuarei lendo, mas eh melhor parar de comentar tudo, ehehhe

Luan Villanova disse...

ihh qual foi surfista. eu moro em niterói ¬ HAHAHAHAIUAHSUAHSUHAISUSHI'

mas curti muito o texto de hoje. ri a bessa no final''calma tia, é só um boneco'' ahuishauishius'

bom, domingo agora tem apresentação do ben 10 aqui em niteroi mesmo. tô levando meu primo e meu afilhado..eles são loucos por isso!!
abraço!