segunda-feira, 26 de maio de 2008

O dilema de Eduardo e Mônica

Não sei ao certo se é um defeito, mas sou suscetível a certos comentários perdidos. Aqueles despretensiosos, sabe? Seja lá quais forem, certas colocações me deixam matutanto, ruminando, buscando explicações, analisando... sei lá. Em uma época em que amigos próximos estão casando e procriando (não exatamente nessa mesma ordem ou com uma ação subordinada a outra), a opinião de um sujeito casado há muito tempo me deixou grilado...

"Não casei com a mulher que mais amei. Casei com a que me dava melhor".

Cara, muitos conceitos meus ruíram como se fossem castelinhos de areia na praia de Copacabana em dia de arrastão. Fiquei atônito porque é uma perspectiva dark para a união máxima. Algo que contraria meu lado "bom garoto romântico" e bate de frente com os ideais enaltecidos em filmes da Drew Barrymore, Julia Roberts e Sandra Bullock - não que eu seja um fã assíduo desse trio, mas serve como parâmetro. A visão é sombria por uma simples razão: faz sentido.

Depois dos 26, 27 anos, por mais subentendido que seja, o homem ou a mulher não se relacionam sem planos a longo prazo. Tirando os peguinhas ocasionais, os casos mais sérios são cercados por uma aura romântica que acaba descambando naturalmente para previsões de amor sem fim. Só que o mais sublime dos sentimentos não vem com adicionais de fábrica e, muitas vezes, o casal tem tantas incompatibilidades que poderia se pegar no tapa, se não fosse o inexplicável afeto.

Isso é comum e você sabe tão bem quanto eu. O par de pombinhos pode ter uma cacetada de divergências. Só alguns exemplos:

ELE: Flamengo
ELA: Vasco

ELE: PT
ELA: PFL

ELE: Cinema europeu em salinhas reservadas
ELA: Cinema pipoca americano no shopping

ELE: Dia
ELA: Noite

ELE: Barzinho com os amigos
ELA: Balada com a galera

ELE: Campo
ELA: Praia

ELE: Rock
ELA: Pagode

ELE: Cético
ELA: Astróloga, ufóloga, taróloga e wicca

ELE: Verão
ELA: Inverno

ELE: Tranqüilão
ELA: Foliã carnavalesca

ELE: Artes marciais
ELA: Ioga pacifista

ELE: Johnnie Walker
ELA: Coca-Cola Zero

ELE: Eduardo
ELA: Mônica

Essa última merece uma legenda. Trata-se de uma citação ao clássico da Legião Urbana sobre as diferenças entre um casal e um final feliz. Muito adequado, pois atropelando as estatísticas e os pessimistas, Eduardo e Mônica teimaram em ficar juntos. É o incompreensível. É Sazon. É o amor.

Mas, sejamos realistas. Muitas vezes não rola e o amor cede aos tantos atritos. Cada um vai para um lado e tanto ele quanto ela acabam se amarrando em pessoas que são complementares em diversos aspectos, mas jamais acendem a chama como aquela outra pessoinha. "Sad but true", como rugiu James Hetfield nos vocais do Metallica.

Acho que esse é o caso do cara que não casou com a mulher que mais amou. Não cheguei a perguntar se isso o tornou mais ou menos feliz. Pelo que vi, ele está bem. Tudo numa boa. Só que nos idos tempos da faculdade, durante as aulas focadas em criação, os professores martelavam um conceito em nossas cabeças:

"O bom é inimigo do ótimo".



QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?

Meu caro e solteirão amiguinho, você está tendo uma recaída de bom menino com incompreensíveis dores de cotovelo. Tudo bem, seu chapa He-Man está aqui para lhe dar uma moral – literalmente. Bom, já que estamos repletos de citações, tenho uma bem sórdida: "todo parafuso tem a porca que lhe encaixa perfeitamente". Não é uma pérola da poesia, mas pensa nisso. Suas reflexões são pertinentes e fico feliz por isso ter fritado alguns dos seus neurônios. O que posso lhe adiantar é que o legal é ser você mesmo e fazer alguém gostar de você precisamente por isso. Esse é o estopim da chama, da química, do vendaval ou seja lá como você chame a paixão. O que não vale é amar quem não te ama ou insistir em uma pessoa que é extremamente diferente e que não está disposta a ser flexível. A maior lição é que para se ficar ao lado de alguém é preciso abandonar velhos cacoetes e se adaptar também. É preciso ser menos egoísta. Amiguinho, tenha fair-play quando jogar bola com seus coleguinhas. Até a próxima!

28 comentários:

Alfa disse...

Eu acho que todos nós estamos passando pela fase do "E agora?". Só que casamento é uma coisa muito séria. Eu, com o meu mundo cor de rosa, acredito no amor eterno. Dois velhinhos passeando no calçadão com certa dificuldade, mas de mão dada. Só que para isso, vc tem que amar a pessoa que vc vai casar. Não só amar, mas respeitar, admirar, ter paciência com os defeitos, entender os dias de mal humor e por aí vai. Um amigo uma vez falou para eu não me preocupar, pq o meu "José" está a caminho e que eu terei certeza qnd ele chegar, pq vou ver Jesus nele e ele vai ver Jesus em mim.
Estou de olhos bem abertos, mas um pouco cansada de só dar cabeçada.
Resumindo: o que é nosso está guardado.

bjs,
Alfa

Anônimo disse...

O mundo cor de rosa andou roxo, mas hj já voltou para o seu habitual rosa.
Eu quero o texto da mulher alfa, para colocar na descrição do meu blog.
Acho q vou lá contar sobre a volta do mundo rosa.
Para vc eu posso contar: recebi um papo mole hj q me fez ficar mais alegrinha. Achei q estivesse transparente, sabe? Pq elogio de amigo não conta. Ah, sl... coisas de uma alfa autista.
bjs

damaria disse...

Tenho preguiça de opinar sobre essas coisas sobre as quais todas as teorias tiveram mais de 75% de erro!

Na verdade estou aqui pra saber do "projeto Rocky Balboa" ou seja lá o que for que vc prometeu pra depois de 20 de maio. Hoje já é 27 de maio, rs.

Alfa disse...

obs: http://papodehomem.com.br/a-mulher-alfa-e-seu-efeito-nos-homens/

Surfista disse...

JOGO RÁPIDO:
Projeto Rocky Balboa em curso. Adiado por calendários que fogem ao controle do Surfista Platinado. Depois conto mais. Maria, atenha-se ao tema do dia!!! Beijo. :))))

Alfa disse...

Ops... Deleta o último comentário, pq saiu incompleto.
A sua leitora é das minhas rsrs... Quer apurar tudo ao msm tempo ahaha
Surfista, aguenta o tranco aí, pq mulher moderna é assim msm.

bjsss

Anônimo disse...

Como a experiência é um farol voltado pra trás, fiquem a vontade para descartarem este post.

Se vc quer ser feliz, não se case.

Mas se vc quer fazer o outro feliz, se case.

Essa complexa engrenagem chamada "casamento" só funciona direito quando um quer fazer o outro feliz. E os dois têm que estar nessa engrenagem.

Com apenas um nesse espírito, a máquina funciona meia-bomba, superaquece, fundi e aí... divórcio.

Solta logo o Rocky do Armário Platinada. Ou esqueceu ele na Parada Gay?

Cadê as fotos?

O Noivo

Renata Victal disse...

Douglas, vc tá parecendo uma das minhas amigas... tá muito sentimentalista. Mas não há problema nisso, continue assim. Aliás, só pra registrar que faltam caras que pensem com vc no mercado.

Agora, diz aí, conheço este seu amigo prático?
Bjs, re

Alfa disse...

Noivo,

Vc realmente está noivo? ahahahaha
Agora sério, concordo com vc! Casar é ter como objetivo maior fazer com q o outro seja extremamente feliz, pq no fim das contas, quem dá felicidade tb recebe. Neste esquema, vida de casado deve ser td de bom!!!

Surfista,
Vc é adepto da parada gay? Eu queria ir para saber como é e tal, mas não curto esta parada. Meu negócio é um só, mas vamos deixar isto quieto ahahaha

Dzinha disse...

O bom de falar com pessoas inteligentes é isso: elas sacam rápido qual é a parada!
Sim sim.... cabeças a premio. Uma está prestes a cair, e a outra vai subir o pódio. hihihihihihi

Bom, como estou sendo coagida a voltar a vida de bandida, nem vou comentar sobre essa coisa chamada amor. Piegas!!!!!!!! Ando com nojinho disso.

Robs disse...

Fala Surfista!

Aqui é um Arauto da Galáxia Paulicéia falando...rs...

Cara, literalmente "caí" no seu blog, através de uma "Ruiva Infinita" e não podia deixar de comentar...ta muito bacana, gostei muito...vou voltar a essa "galáxia platinada" sempre! rs

Parabéns, belos textos, excelente blog!

Robs

iso9002 disse...

SURFISTA, vc não está sozinho no mundo. Suas angústias pós 30 são as minhas também, e as de muita gente boa que conheço.
Se é como a Alfa falou e o que é meu tá guardado... sabe quando vc guarda tão bem guardado e depois não lembra mais onde colocou? Acho que foi isso que aconteceu com o que é meu... guardaram tão bem e agora não encontram pra me entregar!!

Noivo: A sua teoria é pura verdade. Eu já tinha me dado conta disso, mas não tinha conseguido sintetizar assim tão objetivamente. Adorei.

Surfista disse...

Gostei de escrever sobre esse tema. Ficou claro para mim que tenho pavor de passar o resto da vida com uma mulher formidável, mas que não foi a mais amada de todas. Frio na espinha e tudo. E vamos às respostas:

ALFA, se tornou assídua por aqui, hein? Que bom. O texto que te "criou " está no forno. Fique de olho e esqueça o mundo cor-de-rosa.

MARIA, larga mão de ser preguiçosa.

NOIVO, mais uma intervenção excelente. Não te mandei as fotos porque meu computador doméstico teve um pane na placa de vídeo. Vou dar um jeito.

RENATA, querida, tenho meus momentos de reflexão profunda e esse humilde blog serve com válvula de escape. Aliás, qual amigo prático?

DZINHA, se joga, menina! A bandidagem faz bem de vez em quando. Mas, aprecie com moderação.

ROBS, grande arauto que veio por uma ilustre fonte ruiva. Seja bem-vindo sempre. Obrigado pelas palavras gentis.

ISO9002, estamos todos passando por momentos de pensamentos profundos ou é impressão minha? Siga as palavras da ALFA e continua procurando, mas não fica de braços cruzados porque a felicidade não bate a sua porta como um vendedor da Avon. NOIVO sabe das coisas. É um leitor atento e comentarista cirúrgico.

Ptisa Molodói disse...

Olá !
Acesso aqui sempre e resolvi linkar essa história ae no meu blog... tem problema?
Qq coisa, grita...
bjs e parabéns

rancorizando disse...

Opa!
Achei genial a frase do teu amigo e tenho a impressão que isso tb vai acontecer comigo, SE um dia eu casar.
E aproveitando o gancho, queria dividir uma coisa q sempre achei da música Eduardo e Mônica. Eles não eram diferentes. Eles estavam em momentos da vida diferentes, ela era mais velha, tinha vivido mais coisas, estudado e ele estava só começando. Por ela, ele amadureceu (aprendeu a beber, deixou o cabelo crescer e decidiu trabalhar). E eles eram sim parecidos(fizeram natação, fotografia, teatro, artesanato e foram viajar). Coisas de interesse comum.
Eu acho que pessoas mto opostas só resistem o tempo que a paixão resistir. Depois q ela passa, são as afinidades que vão prevalecer!
beijos
ps.: fiz um post no seus coments! sorry!

damaria disse...

Pára de puxar minha orelha, menino! Há muito tempo que me reservo ao direito de não opinar sobre as coisas. Principalmente estas onde as variáveis são infinitas.

Alfa disse...

Damaria, vc parece mt com uma conhecida minha.

Surfista, não vivo num mundo tão cor de rosa como vc imagina.

Iso9002, eu acho que homens para casar são uma espécie em exitinção. Não quero te desanimar, não, mas já reparou que depois de uma certa idade, os homens passam a sair com garotinhas? Tenho uma teoria que isso é uma forma de fugir do casamento, pq com as mais novinhas não há chance de casar.
Relaxa, pq um dia nós vamos entrar na igreja como noivas, viu? Só falta saber onde encontrar homens 100% heterosexuais que queiram algo a mais, mas isso é coisa para um post.
Sorte para tds!
Noivo, sua noiva assina no blog das amigas como A Noiva?

Robs disse...

Estamos aí caro Surfista...a Galáxia é grande, mas estarei sempre viajando pelo universo platinado! rs...

Mas falando em amor, mais precisamente sobre paixão...se tiver um tempinho dê uma lida nesse conto de minha autoria:

http://blogdurobs.blogspot.com/2008/04/conto-paixo-uma-linha-tnue.html

Valeu

Abraços galáticos

Arauto Robs

Surfista disse...

ALFA, você quer responder os comentários no meu lugar?

Cíntia disse...

Também tenho medo de não amar como já amei meu querido ex.

E olha que só tenho 22 anos.

Menino, acredita que sonhei com você? e foi algo muito legal, a meu ver!

um beijo grande :)

Dzinha disse...

esse é o problema.... apreciar com moderação. isso vicia, menino. eu evito ao máximo, que é pra não voltar pro B.A.
hahahaha

mas então.... diz pra Iso9002 o mesmo que uma amiga me diz: o seu está sentado nos anéis de saturno, jogando baralho com o meu, esperando o cometa Halley passar, pra eles voltarem pra Terra.
:-p

beijocas

Anônimo disse...

Esclarecimentos:

Para os que acompanham este Blog desde Agosto de 2007, me refiro como O Noivo, porque tive a honra de ser o argumento de um texto do Surfista. O argumento foi o meu casamento.

Alfa: Minha Noiva não escreve em Blogs, mas a sugestão foi anotada, e passarei para ela.

Todos: Tentei exprimir a visão de dentro pra fora do que é um casamento. Pelas reações, acho que alcancei o objetivo de me fazer entender.

Humildemente agradeço os elogios.

Mas a Platinada não informou, ainda, que Projeto Rocky é esse...

Surfista disse...

Esse texto se tornou uma imensa interação entre todos. Que beleza!

PTISA, adorei seu nome. Fico honrado com a indicação e a escolha.

RANCORIZANDO, fique à vontade. Comentários extensos me são gratificantes porque demonstram que o texto gerou discussão. Sobre a música, entendo sua colocação, mas acho que a própria letra aponta que rolava uma imensa diferença. Saca só:

"E, mesmo com tudo diferente
Veio mesmo, de repente
Uma vontade de se ver
E os dois se encontravam todo dia
E a vontade crescia
Como tinha de ser"

MARIA, não foi um puxão de orelha. Foi uma alfinetada para você retornar e deixar esse espaço ainda mais bonito.

ALFA, ALFA, ALFA... desculpe a estilingada. É que morro de ciúmes dos meus leitores.

ROBS, pode apostar que lerei, meu caro. Você tem passe livre por essas bandas.

CÍNTIA, menina, como assim? Vamos conversar sobre sonhos, confissões etc.

DZINHA, cai dentro, ruiva. E seja mais otimista quanto ao seu tchutchuco.

NOIVO, ui, ui, ui. Tá subindo nas tamancas de curiosidade? Depois te explico melhor.

Esse post me deixou muito feliz. Esqueci até da torcicolo.

iso9002 disse...

Surfista... desculpe, mas vou interagir com suas leitoras e ainda vou lhe imitar nas letras maiúsculas. Controle a sua possessividade, ok?
Ah, mas antes pra vc... eu não fico de braços cruzados de jeito nenhum, presto muita atenção aos transeuntes kkk.

DZINHA, adorei a história dos anéis de saturno, pelo menos assim fico tendo certeza de que ele existe. :-)

ALFA, e quem disse que eu sonho em entrar na igreja vestida de noiva?
Só toparia se o cara quisesse muito, para fazê-lo feliz (seguindo a teoria do Noivo). Acho que a decisão de morar junto tem o mesmo peso, e dispensa um monte de burocracia. Pra comemorar a decisão, faço uma festa ótima entre os mais chegados e queridos e pronto! Tá resolvido! ;-)

SURFISTA, eu também adorei esse post! Rendeu que foi uma beleza! Acho que vou fundar uma comunidade no orkut: Leitores do Surfista. :-D Hahahaha. Bjos.

Alfa disse...

Surfista,
Não precisa ter ciúmes de mim, pq jamais vou concorrer com vc. Apenas acho legal os leitores interagirem. Quem sabe a gente não marca um chopp? Aliás, vc marca um chopp com os seus leitores. Assim, tds se conhecem!

Iso 9002, concordo com vc, mas confesso que o meu sonho é de encontrar alguém como o noivo falou para casar com td o q tem direito. Enqnt isso não acontece, vou curtindo a vida de solteira.

Noivo,
Perguntei pq uma das minhas amigas tem um blog super interessante e uma das leitoras assina como A Noiva.

Surfista,
Tive um dia estressante. Acho q uso o seu blog para descansar um pouco. Se hj fosse 6f, te chamaria para um chopp para te contar o q se passa e pedir conselhos afetivos. Aliás, acho q vou escrever para vc, pois a palhaçada que aconteceu cmg merece ser compartilhada rsrs....

Pessoal,
Para aquecer isso aqui, indico um blog chamado Homem é Tudo Palhaço.
Acho q o link é http://tudopalhaço.blogspot.com

Dani Amorim disse...

Meu ultimo namoro foi assim. Um cara gente boa, interessante, inteligente, que tentava me agradar sempre, integro, familia que morro de saudade hj em dia.

Mas a chama nao acendeu.
Foi dificil dizer adeus pelo conjunto da obra, das qualidades supracitadas e da boa convivencia e companheirismo q tinhamos.

*Só que eu nao soube administrar o fato da falta da "chama", do sininho tocando (como no filme Os Normais).
Meses ja se passaram, e hj vi q era o mais acertado a fazer. Bingo!

Marcinha disse...

Eu simplesmente amei!!!!
E estou me sentindo, depois de ler o texto, mais Mônica do que nunca!

Jongleuse disse...

Se me colocassem diante do melhor amante (no sentindo carnal da coisa) e do cara mais companheiro com quem jã convivi e me falassem para escolher um pra casar, eu não pensaria duas vezes... Pegaria o "companheiro" pela mão e seguiria rumo às bodas de ouro.

Não diminuo a importância do sexo na vida de um casal, mas perto do que o cara representará em todos os aspectos da sua vida, se ele não for um eunuco, tá valendo.