sexta-feira, 16 de abril de 2010

Como perder uma garota com apenas uma pergunta

Sou o que chamam de internet heavy user. Tenho Orkut, blog, MSN, twitter, Facebook, LinkedIn, gmail, hotmail e yahoo. Também conheço ferramentas de pesquisa, editores de conteúdo online, medidores de audiência, HTML, plano de navegação, gírias e jargões do ambiente web. Vou colocar o meu currículo em seguida? Não. Só contei esses detalhes para reforçar que, mesmo tão inserido na matrix, sou 100% devoto das relações reais. Tipo olho no olho (sem web cam), sacou? Eu penso assim e Adélia, a foliã que duplicava gente no carnaval mineiro, também.

Bom, Adélia, lépida e faceira, foi bater perna em São Paulo. Aliás, ao contrário da maioria das fêmeas normais, para a nossa heroína "bater perna em São Paulo" significa passear em alguns dos inúmeros pontos culturais da cidade. Fazer compras e dar um pulinho na 25 de Março não estavam no roteiro.

Adélia ficou hospedada em um hotel e percebeu uma certa movimentação no saguão. O recepcionista informou que se tratava de um congresso de comunicação em andamento. Como o mundo se resume a um ovo de codorna (e esse povo de comunicação é uma tribo que se esbarra em qualquer canto do planeta), a carioca encontrou a namorada de um amigo no grupo.

Ah, que surpresa. Dois beijinhos. Você por aqui. Pois é. Como estão as coisas? Tudo legal. Blablabla.

A namorada-do-amigo estaca acompanhada de outros rapazes. Segundo Adélia, alguns até interessantes. Um deles puxou assunto.

- Você é do Rio?

- Sou.

- Veio passear?

- Isso mesmo.

- São Paulo é ótima. Você vai conhecer vários lugares da hora.

Glossário: Da hora = maneiro, legal, bacana, supimpa, u-huu.

- Eu sei.

- Qual o seu @ mesmo?

- Hã?

Pausa de três segundos. Que raio de pergunta foi essa? Seria uma gíria em Sampa?

- Seu @, seu twitter.

- Ahhhhhhhh... não tenho. Odeio internet.

Adélia mentiu. Ela é tão heavy user quanto eu, mas ficou indignada com a pergunta. O cara bonitinho não se interessou pelo seu nome. Perguntou o seu twitter e isso soou muito preocupante. Ela imaginou o cara se lambuzando com mel em frente a uma webcam.

Eca!


QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, Adélia se deparou com um nerd em escala altíssima. Não ria, não, Surfista, pois você joga nesse time também. Tira onda de atleta, mas tem um nerdzinho preso no seu peito e querendo se mostrar para o mundo. Eu sei. Ah, e esse encontro surreal é um sinal de como as relações estão cada vez mais codificadas. Como Mestre do Universo e PhD em sociologia eterniada, He-Man sabe o nó que essa vida dupla (real e virtual) pode dar um nó na cabeça das pessoas. Pode ser uma questão de "sentir-se seguro" no ambiente web ou meramente um reflexo do quanto é natural ter uma persona @. Por essas e outras, He-Man não tem twitter. Se você encontrar algum, é fake. Amiguinho, não acredite em pastas de dente milagrosamente clareadoras e shampoos que prometem deixar os seus cabelos como os da Ivete Sangalo. Até a próxima!!!

6 comentários:

disse...

Adorei!
Esse lance de internet complica mesmo, eu tb tenho um monte desse trecos, mas se me perguntarem msn ou twitter no meio de um papo, eu MORRO!
AInda bem que quando eu era solteira os meninos pediam no maximo, o telefone...

Julieta Abiusi disse...

Huahuahuah, olha até tenho uma camiseta que diz "eu amo nerds". E amo mesmo, pq são mais tímidos mas têm grande inteligência para fazer comentários, piadinhas e analogias.
Mas esse aí foi um autêntico ZÉ RUELA hauhaua ;o)

Mariah disse...

não tenho tudo isso que você tem, para ter teria que parar de trabalhar e me dedicar integralmente a alimentar perfis, blogs, twitar, etc...
tenho visto também comportamentos desta natureza, bem preocupantes por sinal...aqui relato um (pessoal).
há algumas semanas eu estava numa festa super agitada na casa de amigos. a amiga do amigo (dono da casa) práticamente não me deu atenção, nunca se dirigia a mim nas conversas do grupo e nem me chamava pelo nome...eis que, alguns dias depois lá está a solicitação de "amizade" da perua no meu FB????
estranho né?

Contorcionista disse...

Pelo menos o nerd pediu pessoalmente.
Outro dia, solicitei por email uma informação para uma funcionária de uma X secretaria e dias depois recebo convite para fazer parte da lista dela no Orkut! Me poupe!

Surfista disse...

VÊ, somos de tempos mais românticos. Eu, por exemplo, anotava os telefones das meninas no guardanapo.

JULIETA, creio eu que existe uma linha muito tênue entre o ned-fofo e o nerd-zé-ruela.

MARIAH e CONTORCIONISTA, segundo as regras de etiqueta da Marie Claire, redes sociais virtuais são como relações reais. Porém, algumas pessoas acham que não e ficam supertranquilas para "add" pessoas com as quais mal falam.

aacpb disse...

qual é seu @ ???????
caraca!! essa foi demais para mim.... ahhahahhaha