quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Eu odeio casais felizes

Chega uma hora da vida que a máscara da demagogia desaba. Aí, meu amigo provido de testosterona, você se depara com uma das mais masculinas de todas as sensações: a dor-de-cotovelo do macho. E pras cucuias com o politicamente correto. Ainda mais quando se trata de um dos únicos cargos vitalícios da sociedade moderna: o de "ex".

Seja amanhã ou daqui a trinta anos, o título de "ex" persiste. Pode ser ex-mulher, ex-namorada, ex-presidente ex-seja-lá-o-que-for. Esses rodeios todos são para explicar que a chapa esquentou quando descobri que minha ex-namorada arrumou um namorado.
.
E já? Terminamos praticamente ontem. Pelas minhas contas, foi há apenas cinco meses. O cadáver nem esfriou.

"Mas, Doug", me pergunta você, "esse não seria o rumo natural das coisas? Isso iria acontecer mais cedo ou mais tarde."

Concordo. Mas quem disse que estou sendo sensato? Eu sou dramático e quero que a sensatez se exploda. Pra começo de conversa, o que feriu meu orgulho de garanhão foi que ela se arrumou antes de mim.

"A fila andou, meu chapa!", veio aquela voz maldosa lá do fundo da minh'alma. Aí surgiu a dúvida mordaz: quem é o malandro?

Vou fuçar o orkut dela.

Não vou. Isso não condiz com minha natureza.

Vou. Sou humano e sou homem. Homem é cabeçudo.

Não vou. Onde já se viu? Coisa de moleque. E ainda tem aquele rastreador que dedura os visitantes.

Fui.

Argh!

Sim, ela está namorando. Está logo nas primeiras linhas. O orkut não tem nem anestesia. Cadê a foto do indivíduo? Cadê? Cadê? Deve ser alguém que eu conhecia. Ela sempre foi durona. Não iria namorar alguém que conheceu ontem. Eu padeci anos em campanha. Aposto que é algum conhecido que andava me secando. Quero saber a identidade do fura-olho.

Ih, o cara é novo na praça. Pior que ele é bonito. E ainda pior: o casal é bonito. Na verdade, o casal é lindo.

Ela continua espetacular e ele exala sucesso. Tem até barba bem-feita. Eu já conheci os titulares de ex-casos e ex-namoradas e sempre saí por cima. "Humpf! Não dá nem pro cheiro". Mas esse cara me deixou pequenininho.

Cadê o discurso de "espero que você encontre alguém que te faça feliz"? E aquele do "você merece alguém que te dê o que eu não consegui"? Não é que ela achou?

Não queria saber mais nada.

Mentira! Queria sim. Pedi para a minha querida e comprida estagiária (1,80m de loira, acredita?) levantar a ficha completa do elemento. Pois quanto mais eu sabia, mais eu me retorcia. O ordinário é todo gente boa, todo amigão. É o homem que ela merece. E vou além, seria o tipo de cara com o qual eu simpatizaria.

Bateu arrependimento pelo fim?

Olha, confesso que bateu por cinco longos segundos. Juro. Mas, veio a mesma conclusão de meses atrás. Não dava mais para nós. Ela realmente merece um cara que se entregue 100%, um sujeito que a compreenda, que tenha afinidades, que curta comédias românticas e que não se estresse por causa do Flamengo. O que ela deixou comigo está guardado e ficará aqui para sempre. Por mais que esteja miúdo, reduzido, soterrado, machucado etc... o amor é eterno. Tirando graves exceções, a pessoa amada há dois dias ou dez anos será sempre querida. O que difere é que o amor pode se vestir de carinho, respeito, amizade, cumplicidade. Mas, será amor em essência.

Como não poderia ser diferente, uma mulher do quilate dela não ficou dando sopa no mercado por muito tempo.

Previsível.

Espero que o bonitão seja o cara ideal. Do fundo do coração, tomara que seja. Por ele? Nem pensar. Por ela, claro.

Mas, pô, bem que ele poderia ser mais feinho.


***




QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, você conferiu o exemplo de um homem com dor-de-cotovelo. A lição de hoje é uma só: "carrega a sua cruz, rapaz"! Lembre-se daquelas aulas de física do segundo grau nas quais você não estava dormindo: toda ação tem sua reação. Mulher bonita você encontra aos montes, mas uma especial é coisa de garimpeiro. Só que, amiguinho, nem sempre essas qualidades se encaixam no seu perfil. Agora, tudo são flores e estripulias sexuais, mas tente imaginar como seria uma vida a dois daqui a vinte, trinta ou quarenta anos. A mulher ideal é aquela com a qual você iria para uma ilha deserta e teria motivos para rir ou vivências para compartilhar por quase todos os dias. Não desanime e continue procurando a sua pepita. Bom, por hoje é só. Você já abraçou o papai e a mamãe hoje?

13 comentários:

Renata Victal disse...

Doug, te conheço há uns 10 anos e nunca soube que vc era tão sensível. Estou tocada. Como não se identificar com este post? Quem nunca passou por isso? Normal, vc é humano e passível de fazer coisas embaraçosas, do tipo bisbilhotar orkut alheio. Mas tudo bem, que atire a primeira pedra quem nunca cometeu um ato insano em nome do amor.

Só posso dizer uma coisa. Com o tempo vc vai perceber que ela não é esta coca-cola toda. Vcs terminaram por motivos consistentes e isso é o que vale. Ela deve ser ótima e encantadora (afinal, vcs ficaram juntos por bastante tempo), mas a água sob a ponte nunca pára de correr.

Daqui a pouco, sem que vc perceba, vc vai estar encantado por outra. Vai se pegar rindo por sonhar com outra, por lembrar de momentos e piadas que fizeram um do outro. Esta é a roda da vida. Por mais que dure uma dor de cotovelo, temos a certeza de que ela passa. Tudo acaba. Até o amor eterno.

Vulgo Dudu disse...

Ei, compadre, o que você estava ouvindo quando escreveu este texto?

Seria mais fácil se a gente simplesmente tirasse o cabo das tomadas. Ctrl + alt + del é sempre complicado, para os dois lados. Porém, às vezes eu acho que é a gente que complica o que é simples. Se nós nos permitimos terminar e sermos terminados, o jogo que deve ser jogado é esse mesmo.

Abs!

Surfista disse...

RENATA, nem sei explicar como fiquei feliz com seu comentário.
VULGO, excelente pergunta. Eu não estava ouvindo nada, mas tive "Boa Sorte / Good Luck", da Vanessa da Mata e Ben Harper, na cabeça.

No mais, não é mais fossa. Foi uma crônica bem-humorada sobre esse momento divisor de águas. Realmente, desejo tudo de melhor pra ela, pois ela faz por onde.

Barbei Loira disse...

Eh meu amigo,
A coisa tava complicada!!!! Mas faz parte da vida.
Qual o homem que termina com a namorada e ela começa a namorar outro e o homem não bola? É mais natural do q se imagine... Mas tudo passa...


Obs: Agora sua estagiária tem mais uma função, né? Detetive. rsrsrs...

Bjinhos

Bibi disse...

Obrigada pela visita! Confesso que hj de manhã meu contador de acessos te dedurou e eu descobri que vc tinha colocado um link pro blog aqui, fiquei feliz... Ia deixar um recado e não deu tempo, sorry!

Tb odeio casais felizes, mas não esquento com meus ex sabia? Ex é ex, o que passou passou e pronto. A menos que ainda esteja apaixonada... rs

beijo e bom feriado!

Surfista disse...

BARBIE, minha estagiária é polivalente.
BIBI, sua presença valoriza a Sala da Justiça. Seja bem-vinda!

Carla (ISO9002) disse...

Aff, quase chorei! Mas com o He-man no final, tudo termina em risos! Adorei. Bjs.

Surfista disse...

CARLA, que bom! Só pra constar, estou legal. Esse texto foi uma homenagem sincera a uma mulher que se tornou uma referência para mim. Depois dela, me tornei um cara muito mais exigente.

Du disse...

Nossa.. essa tocou o fundo da alma!

mto emocionante a liçao hehe

E vá lah q o português tem seu charme... mas o inglês tb tem expressões sem correspondente pra nós! então... valorizemos as duas!

abrç

Psicopata disse...

òtimo texto, támbem já passei por isso e é realmente complicado.
Mas na verdade esses "calos" fazem que na próxima nossa escolha seja melhor.
O pior é matar de vez o resto de ciúme, parece zumbi

Surfista disse...

PSICOPATA, obrigado! O tempo passa e esse texto continua rendendo. Volte sempre.
DU, você já é da casa.

Rebecca Agra disse...

Aff!

Ninguém merece!
Mas quer saber? Corre atrás da sua felicidade e toca a vida pra frente!

=)

Surfista disse...

REBECCCA, estou seguindo seu conselho.