terça-feira, 2 de outubro de 2007

Ataque soviético

Uma das maiores certezas da vida é a influência do inevitável. Aquele fator que ninguém espera, mas acaba acontecendo. Depois de um tempo, ele vira lição, mas na hora pode ser um Deus-nos-acuda ou um motivo de risos. Nesse "causo", foi ambos.

Rebeca me ligou com três dias de antecedência.

- Acho que vou tirar o pé do brejo, Doug. Conheci um descendente de noruegueses alto, forte, gostoso, cabelos loiros compridos. Um deus escandinavo, querido. Eu pedi e Papai do Céu me atendeu.

Eu queria saber o porque as minhas amigas cismam em me contar suas peripécias afetivas. Acho que nunca deixei claro para a Rebeca que não tenho a menor vocação para cabeleireiro.

- É o Poderoso Thor.

- Pois é, espero que o que falte em martelo seja abundante em...

- REBECA! - que abuso. Qual é? Cadê o bom senso na hora dos comentários sórdidos?

Quatro dias depois, convidei a menina para um suco pós-praia no Jungle Juice, lá na Barra. Ela topou e me presenteou com uma história espetacular. Acionei os ouvidos do Surfista Platinado e registrei cada vírgula.

- Cara, fiz um produção de primeira para o Thor, quero dizer, Irineu. Comprei uma calça nova, uma blusinha matadora, enfim, me empetequei toda. Eu estava um arraso, menino. Combinamos de ir a um dos quiosques da Lagoa.

- Boa escolha a do Irineu.

- Pois é, poucas horas antes, ele me avisou que gostaria de levar um casal de amigos, pois o cara precisava de uma força com a pretendente nova. Achei meio esquisito, mas vá lá... Chegamos primeiro e ficamos conversando. Rapaz, Irineu até que tinha bom papo. Cara articulado, mas gesticulava uma grandeza. Parecia um italiano. Numa das gesticuladas, esbarrou na tulipa e chuáááá. Nem Bruce Lee se esquivaria tão rápido. Respingou um pouco na minha calça nova, mas deu para salvar. Brotou um garçom com esfregão, pano, flanela e o escambau.

- Putz, que chato - coitado do Irineu.

- Pois é, ele ficou desnorteado. Pensei comigo "tadinho, está nervoso. Vou dar uma colher de chá para ele".

- Fez bem.

- Calma que você não sabe nada ainda.

Ai, ai, ai...

- Irineu correu atrás do prejuízo e mostrou poder de reação. Eu já tinha até esquecido do chopp voador. Quase duas horas depois, o casal de amigos dele chegou. O cara era até bonitinho e a mulher tinha peitos do tamanho de melancias. Ela usava um vestido preto ultra-mega-justo, daqueles que anunciam em néon: minha dona é uma devassa!

- Ficou com ciúme, garota?

- Nem tive tempo. Agora olha que surreal, quando o miserável do Irineu levantou para cumprimentar os dois: chuáááááá. Outra tulipa voou. Dessa vez, eu não estava mais com os reflexos do Bruce Lee e minha belíssima calça nova ficou encharcada de cerveja.

- Caramba, Rebeca. Tá de sacanagem? - eu estava hipnotizado pela história e morrendo de vergonha pelo Irineu, o deus nórdico estabanado.

- Fui ao banheiro para xingar o desgraçado de todos os palavrões que eu conhecia em ordem alfabética. Voltei furiosa e disposta a ir embora. Que se dane o Thor. Eu iria voltar para o brejo. O amigo gatinho dele pediu para eu ficar, a cavala de vestido colado também. O próprio Irineu pediu mais uma chance. Queria ir embora, mas fiquei. Quando fico bêbada, fico altamente sensível e influenciável.

- Conta mais, Rebeca.

- Ah, mas agora é que fica bom. Eu estava bêbada, molhada e fedendo a Brahma, mas meu último neurônio sóbrio captou a cachorrona toda sorridente para o Irineu. Olha que vagabunda! Dando mole para o meu débil-mental desastrado! Piranha safada, escrota e fura-olho. Com meu debilóide, não!

Eu já estava sem me controlar de tanto rir.

- Peraí, peraí... o ápice da cachorrice dela foi levantar e sei lá por qual razão se curvar sobre a mesa. Os peitos siliconados quase pularam do vestido da Gang. Irineu tomou um susto. E me diz o que aconteceu quando o desmiolado se assustou?

Chuááááááááááá!

- Caraca, maluco! Três banhos na mesma noite deve ser um fato inédito. O desgraçado me tirou do sério. Desci da minha belíssima sandália Nativa e descasquei. "Você não tem coordenação motora, seu retardado? Olha o que você fez comigo!". Dei escândalo digno de vilã da novela das oito.

Nessa altura do campeonato, tinha gente das mesas ao lado espichando as orelhas para ouvir a surreal aventura de Rebeca.

- Doug, peguei minha bolsa e levantei. A cachorrona se ofereceu para ir comigo ao banheiro. Mandei ela catar coquinho, mas a vadia me acompanhou assim mesmo. Saí soltando fogo e quase atropelei os garçons que tentavam me ajudar. Fiquei quase sóbria.

- E aí?

- No banheiro, descobri o nome da sirigaita: Pâmela Suely. Vê se isso é nome de mulher séria.

Palavras da Rebeca. Não tenho nada a ver com isso.

- Pâmela Suely continuou tentando me acalmar. Quanto mais ela falava, mais irada eu ficava. De repente, ela mandou: "tão linda e gostosinha assim, não pode ficar brava por bobagem". Pára, tudo, Doug. Pára tudo! Fiquei triplamente sóbria. Senti meus neurônios se estapeando para que todos acordassem e soassem o alerta máximo. A cachorrona de peitões estava me cantando no banheiro. Olhei para ela com meus olhos deste tamanhão. "Linda, eu preciso te confessar que gosto de meninas e meninos. Eu estava tentando chamar a sua atenção, mas nada".

- Então era pra você que ela estava toda risonha?

- Você ri? Foi a hora de respirar fundo e buscar todo o sangue frio que eu tive ou terei em minha vida. "Pâmela Suely, não rola!". Saí pensando com meus botões: "Irineu, seu filho de uma égua. Socorro!". Saí sem olhar para trás.

- Ele te ligou de novo?

- Você está louco? Deletei o Irineu do meu Orkut. Nunca mais.

Bravo, Poderoso Thor!


***

OBSERVAÇÃO DO SURFISTA: Vamos deixar uma coisa bem clara: eu não sou o Irineu e tampouco estou usando o artifício do "olha, tenho um amigo que se excita com o corpo besuntado de pasta de amendoim". Nada disso!

***

QUAL A MORA DA HISTÓRIA,
HE-MAN?

Amiguinho, em todos os momentos de sua linda vida lembre-se que nada está ruim o suficiente para não poder piorar. Quando você perceber que tudo está indo pela vala, tire o time de campo urgentemente. Murphy está no recinto e trouxe a família inteira. Agora, para evitar futuros vexames: evite movimentos bruscos, cuidado com tulipas de chopp (lugares românticos costumam ter mesas pequenas para um clima mais intimista), segura a onda na bebedeira e certifique-se sobre o perfil de terceiros que farão parte da programação. Double-date só funciona quando os quatro se conhecem e estão em comum acordo. Amiguinha, deixe de ser preconceituosa. Dentro de uma calça Gang, 250ml de silicone e de um mini-top PXC também bate um coração. Amiguinhos, não deixe para estudar apenas na véspera da prova. Até a próxima!

14 comentários:

Dudu disse...

Algo me diz que o Deus do Trovão queria mesmo molhar a roupa da sua amiga, pra forçar uma troca de roupa, com participação da cavalona...

Ps.: A história do Pato Donald ganhou vários fãs. :)

Bibi disse...

Um cara destes merecia um banho de cerveja na cabeça. Joga a cerveja pro outro lado, pooooo! hehehe

BB disse...

E eu bem que iria encarar a cavalona...hauhauhahuaha....bjs.

Camila disse...

HAUhuAHuHUAHuHAUHUAHuHAuHUAHuHAuUAhUHAuHAuHUAhuHAuAUh... (3 min depois...)
Gente, você arrasou!
Bjocas e até as próximas edições!

Bob disse...

rapaz! ainda bem q já to em casa. to "fora de si" de tanto rir. o poderoso thor, não por ser loiro, parece ter só dois neurônios e eles mal se conhecem.

Surfista disse...

DUDU, você é um otimista. Na minha avaliação, era lesado mesmo. Obrigado pelo elogio.
BIBI, sentiu o drama, né?
BB, comporte-se! Esse é um blog de família. : )
CAMILA, obrigado! Seja sempre bem-vinda!
BOB DRAKE (Homem de Gelo), Thor não estava em seus melhores dias.

Barbie loira disse...

Meu caro amigo,
Nem sei oq faria se cruzasse com um individuo desse... acho que ja teria ido embora mto tempo...rsrs... Adorei seu post!!!
A ultima mensagem do he-mam acho que foi pra mim.... rsrs...
bjinhos

Andressa disse...

G-E-N-I-A-L!

http://foradacurva.zip.net/ disse...

Quem precisa dos quadrinhos para criar um mundo surreal?

Surfista disse...

BARBIE, obrigado. Você já é da casa.
ANDRESSA, fico feliz por você ter gostado. Apareça sempre.
FORADACURVA (OU EDITORA PREFERIDA), aprendi a ler com quadrinhos e minha adolescência foi povoada pelas aventuras do Homem-Aranha, X-Men, Turma da Mônica, Tio Patinhas, Os Skrotinhos, Mad e Casseta Popular. Ainda hoje eu procuro ler alguma coisa em quadrinhos Será que isso explica alguma coisa? ;)

Surfista disse...

EM TEMPO!
ANDRESSA, será que é quem estou pensando? Se for, você conhece essa aventura melhor que ninguém.

Renata Victal disse...

Tv acho que o maluco merecia um banho, mas de coca-cola normal pra ficar todo cheio de açúcar, bem grudento mesmo. Ah! Seria melhor se fosse dentro do carro dele...

Andressa disse...

dudu: vc é médium?
surfista: sim! e tenho umas quinhentas escadas pra vc, santo blogueiro!!!

Du disse...

caraca...

imagina esse homem na kma! :O
precisa d luz total, placas de sinalização, auxilio dos moradores locais e guia turistico pra acertar o buraco certo!

do q tua amiga escapou, hein?