segunda-feira, 28 de abril de 2008

Meninos fofinhos vão para o céu

Há muito tempo atrás, eu resolvi chutar o pau da barraca e tentar desesperadamente acabar com essa maldita mania feminina de chamar homens educados de (arrrgh!) bonzinhos. Acho que vale um visitinha ao texto antigo (que eu gosto muito, por sinal), mas posso resumir o que foi dito: o Bonzinho é um eufemismo para o trouxa, panaca, lesado etc. Sim, assim mesmo sem rodeios. Também não pense que o canalha, oposto direto, é o o tratamento que o doutor receitou. Aliás, mulheres extremistas também precisam rever seus conceitos.

Bom, vamos ao que interessa. Essa introdução retrospectiva é para conduzir você, amada leitora, ao lado branco da força e instruí-la sobre a forma mais legal de elogiar um homem sem diminuí-lo. "Como? Como?", pergunta você. "Simples!", eu lhe respondo. Entre diversos elogios, chama o cara de fofinho.

É, isso mesmo: fofinho. É diminutivo sem avacalhar o malandro ou diminuir sua moral com a galera. É carinhoso sem ser meloso. Agrada, mas não escancara qualquer segunda intenção. Chamar o indivíduo por esse título valoriza, enaltece e não alfineta sua masculinidade.

O sujeito fofo, a meu ver, é o aquele cara solícito, atencioso, simpático, mas que nunca perde os olhos de tigre. Ele pode ser o mais bacana do mundo, mas seu instinto caçador jamais descansa. Ele é um predador por natureza e concilia sua "fofura" com a pegada que toda garota gosta. Ele manda flores e te leva para ver comédias da Sandra Bullock, mas arrepia todos os seus cabelos quando sussurra ao seu ouvido e morde de levinho a sua orelha.

Agora, a pergunta-chave dessa discusssão: você, leitora tchutchuca, sabe identificar um homem fofinho?

Primeira avaliação: O teste do cabide.

Saia com ele no shopping e peça para o moço carregar sua bolsa. Educadamente, ele topará. Depois do pit-stop na primeira loja, peça para carregar o pacote. Repita a operação nas lojas subseqüentes. Se o cara não reclamar em momento algum, ele é um Bonzinho nato. Se ele torcer o nariz, anime-se. O cara é Fofinho, porque quis ser prestativo, mas não é um burro de carga para ficar carregando suas tralhas.

Segunda avaliação: O teste do encontro.

O cobaia lhe convida para sair. Muito justo, pois você é uma mulher bonita, interessante, livre e desempedida. Ele faz tudo como manda o figurino: faz boas piadas, ri com suas histórias, pergunta sobre suas experiências e tem todo o blábláblá protocolar. O tempo vai passando e nada do cara mandar um torpedo mais incisivo. Segue o blábláblá e necas. Dentro do carro, persiste o drama. Qual sua conclusão óbvia? É um Bonzinho e mané. O pretendente seria Fofinho se fizesse tudo isso e ainda demonstrasse perigo real e imediato à sua pessoa. Seria um cara fofo se arriscasse amassar seu vestidinho novo, borrar o seu batom, ou tentasse avançar o sinal pelo menos uma vez. Mulher adora se sentir desejada e ponto!

Terceira avaliação: O teste da festa dos aymorés.

Convide o rato branco de laboratório para chás de bebê, chás de panela, show da sua tia cantora de bolero, maratona de "Gilmore Girls" (todas as temporadas em uma só tarde), ou pior, chame-o para uma bateria com os melhores episódios de "O.C.". Se o cara topar todas sem qualquer resistência, ele é um Bonzinho. Homem que vale a pena tem personalidade (e faro) para sacar programas de índio a quilômetros. Se você insistir, além de inconveniente, você será uma víbora, ou... Boazinha demais. Vai encarar?

Uma vez submetido a esses três exames básicos, o cobaia (ou pretendente) já poderá ser diagnosticado como um (argh!) Bonzinho ou um Fofinho. Depois da análise, cabe ao seu paladar.



QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Amiguinho, você e suas teorias. Saca só as sábias palavra de He-Man: Fofinho é até legal, mas em excesso fica um saco. Chega uma hora que cansa e é preciso endurecer sem perder a ternura. Sim, estou usando vários duplos sentidos. He-Man tem esse direito e propriedade para tal. Melhor que ser fofo é ESTAR fofo, captou? Putz, confesso que é difícil dar uma lição de moral nessas suas divagações filosóficas. Amiguinho, guarde suas roupas novas para ocasiões especiais. Até a próxima!

18 comentários:

Dzinha disse...

Homem bonzinho é um saquinho. Eu não curto muito nem pra ser amigo. Homem PRECISA ter atitude. Como eu costumo dizer, ter "aquele ar cruel de quem sabe o que quer". Putz....
Claro que não dá pra ser ogro. Quem gosta de ogro é a Fiona. Mas um pouco de maldade faz bem pra nossa saúde.
:-D

E você, meu caro, é fofinho ou bonzinho?

damaria disse...

Hmmmm, não sei. Não na descrição das atitudes, mas no uso do vocábulo. Fofinho é apavorante, viu? Remete muito à idéia de bonzinho. Fiquemos com os adjetivos masculinos: gentil, educado, compreensivo...

Negâ disse...

É vou usar essa teoria mirabolante para nomear os fofinhos e bonzinhos. Eu particularmente gosto de um FOFINHO...rsrsrsrs
To ficando viciada nesse blog!

Beijoss :D

Bridget Jones disse...

Gosto de homem fofo. No duro (ui!)!

Mas ha pouco tempo tive uma experiencia frustrante com um fofo demais e percebi que qdo a esmola é muita, o anto TEM de desconfiar.

Em todo caso, "fofura" tem limite né?

Endurecer sem perder a ternura é o novo pretinho básico! Ta falado.

Dudu disse...

Fofinho e bonzinho são quase sinônimos, mas acho que 'bonzinho' é pior. 'Bonitinho' então eu acho péssimo!

No meu caso, o fofinho me incomodava por causa da minha condição física: remetia ao meu sobrepeso. Hoje em dia nem ligo muito (apesar de ainda estar com uma massa paquidérmica)

Eu rotularia o meio termo com algum outro adjetivo, de preferência sem diminutivo. Mas como quem rotula são as mulheres e nós apenas retrucamos e reclamamos, vamos ver o que aparece aí no vocabulário delas ;)

Anônimo disse...

Fofinho = Bonzinho = Bucha

Simples assim. Essa equação é eterna nessa Brazila.

Como profetizou a Nat do BBB 8 (Gênia da Raça), carinho quem dá é Pai e Mãe, Homem tem que dar é porrada mesmo.

E Fofinho/Bonzinho/Bucha toma porrada da mulher.

Aproveitando a deixa no texto anterior, a "Casa da Táta" eu tb recomendo.

Saudações Rubro Negras,

O Noivo

Anônimo disse...

Detalhe: Pf, reparem na self description que o Surfista apresenta na lateral do Blog:

"carinhoso, cavalheiro....UM POÇO DE SENSIBILIDADE" !?!?!?!

Surfista, sinto lhe informar, mas vc é um Fofão, misturado com Ursinhos Carinhosos... Mermão, tú tá na revista errada.

O Noivo.

carlamorim disse...

SURFISTA, dessa vez você se superou. Acho que esse vai ser o post do ano. Muito, muito bom. Eu diria, sensacional.
Mas concordo com Dudu. Fofinho e Bonzinho dão quase no mesmo.
Não consigo pensar em outro termo para substituir Fofinho... o que me vem à cabeça agora é "O Cara".
Vamos ver quais outras opções surgem nos próximos pitacos.
Bjos!

Cíntia disse...

Surfista...
Conheci um rapaz deveras legal no fim de semana. Sabe com o descrevi para amiguinhas? "Fofinho"
e olha que não fiz nenhum teste, só ficamos na conversa.

"fofo" é um termo bom. "bonzinho", só se f...

Beijos, surfista favorito!

Dani Amorim disse...

Bem, eu gosto de homem que preste, e tenho o cuidado de nao falar q eh "bonzinho", q alem de apombalhar o sujeito ainda fere a masculinidade. Eh qse como qdo um amigo nosso (nosso das mulheres q eu digo) diz q vc eh como um homem p ele, o nao necessariamente ache q vc nao eh feminina, mas que vc nao tem frescura e o deixa a vontade. Por mais q seja proferido como elogio, sai pela culatra...

*Ah, e sobre meu blógui, num cansei do brinquedo nao... to com alguns textos incompletos q jajá serao postados. Ando mto impaciente e nao quero ser reclamona até lá (embora eu vá acabar sendo).

rafa disse...

hahahahahahahahaha

mto bom o texto!!
tadinho dos bonzinhos! só se ferram nessa vida bandida ingrata..
bom, eu nunca fui de chamar os indivíduos de 'bonzinhos'..quando alguém me perguntava sobre o rapaiz em questão (se ele fosse meio mané) eu dizia q era extremamente simpático e prestativo! hehe..era a deixa p/ a galera zuar!
qto ao adjetivo 'fofinho'..sempre tive medo de utilizar e a criatura pensar q estou me referindo aos quilinhos extras q ele possa ter!

bjo

Surfista disse...

DZINHA, ótima análise e sacada musical. Querida, o Surfista é a esfinge: decifre-o ou seja devorada.

MARIA, fofinho é um bom termo, mas precisa ser utilizado com cautela.

NEGÂ, obrigado. A casa é sua!

DRA. BRIDGET, tudo em exagero fica ruim. Até a fofura.

DUDU, concordo com você. Sou contrário aos diminutivos, mas para todo caso há uma exceção. Nesse cenário, acho que é o "fofinho".

NOIVO, seu quizumbeiro! Não adianta tentar denegrir a solene figura do Surfista Platinado, pois te conheço de outros carnavais... literalmente.

CARLA, uau, obrigado! Pitacos sobre novos termos são bem-vindos. Vamos ver o que acontece.

CÍNTIA, boa sorte! Lembre-se que o rapaz tem que fazer por te merecer. Não se contente com pouco.

DANI, Bonzinho não é elogio nem em culturas remotas. Nessas horas, vale o discernimento. Saudade dos seus escritos!

RAFA, dando a deixa para os lobos cairem matando, hein? Que maldade.

damaria disse...

Ai ai ai... o que eu temia... o Surfista é um fofinho confesso!
rssss

Dani Amorim disse...

Surfista, atendendo ao clamor do publico, acabo de postar mais uma perola. E nem foi reclamacao oh! Foi uma cena cômica. Voltei das férias bloguescas;D

Dzinha disse...

Uhm.... "decifre-o ou seja devorada"?? Uia.. que medinho. Olha que historiador gosta de enigmas, esfinge e coisas do gênero.
:-p

Beijos e bom feriado chuvoso.

Pierre disse...

Fico aqui pensando com meus botões ... existe luz no fim do túnel para os bonzinhos ? será que um bonzinho nasce e morre bonzinho ? Será que esta alma está fadada ao insucesso ou existe alguma forma de salvação para este ser desprivilegiado ??? rsrsrsrsrs
Abçs,

Alfa disse...

Não sei se concordo, mas acho uns amigos nossos fofinhos e não quero nd com eles. E agora?

Carla Beatriz disse...

Ahahahahahahahaha!

Adorei os três testes!