quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Mulher que se garante dá um medo danado

Acho que nunca conheci um ser tão apaixonado quanto Leila. Mas o amor irrestrito da minha amiga não era dedicado a um homem, mulher, animal, ou time de futebol. Sua devoção tinha como alvo o espelho. Pois é, Leila morria de amores por si mesma. O pior é que ela encasquetou que todo homem também sentia a mesma atração.

Eu mesmo já entrei no devaneio da Leila, que cismou que eu estava de quatro por ela. Eu poderia até ter me irritado, pois a moçoila não fazia o meu tipo, mas uma dessas ironias do cotidiano virou o vento a meu favor. Para que eu perdesse as esperanças e "abandonasse a minha ilusão", a loiríssima e silicoana moça decidiu encontrar o par perfeito pra mim.

Beleza! Leila tinha uma imã para mulher bonita. Cedo ou tarde, eu me dou bem por tabela.

E assim eu fui conhecendo as camaradas da Leila, todas apresentadas com a mesma referência:

- Ela é um amor. Você vai adorá-la. Pena que sente um ciúme de mim, menino. Imagina isso? Eu nem faço por onde. São os caras que andam com ela que me dão mole.

Eita! Pode uma coisa dessas?

Algumas eram realmente interessantes, mas nem todas tinham potencial para ser o meu "par perfeito". Todas eram bem "sem-sal" e não valiam uma campanha daquelas que me prendem. Desses passeios, o saldo positivo só veio em conhecer as histórias da heroína dessa história.

A primeira que fiquei sabendo foi a do Will, ex-namorado e fotógrafo requisitado por onze entre dez celebridades. Posso afirmar que está no mesmo caminho do J.R. Duran. Um dia, ele foi convocado para uma viagem de trabalho com uma missão duríssima: ir até Paris para ser assistente de um ensaio de Gisele Bündchen. Como se não fosse o bastante, ele ainda ficaria em um quarto no mesmo hotel e mesmíssimo andar da beldade.

É ou não é o emprego que você, meu leitor macho, pediu a Deus?

Will ficou meio preocupado com a reação da namorada. Leila, do alto do Olimpo, não só liberou como carimbou o passaporte do sujeito com uma ameaça:

- Se for e não comer é melhor nem voltar pro Rio.

Will foi e não comeu. Ficou perdido entre um misto de raiva, vergonha e desprezo. Terminou o namoro por DDI. Leila não se abateu.

- Tadinho, deve ter dado uns beijos nela e ficou com a consciência pesada por minha causa. Eu avisei que ele poderia pular a cerca. Homem não sabe lidar com a liberdade, não?

Eu concordei.

Ai, ai, ai...







QUAL A MORAL DA HISTÓRIA,
HE-MAN?
Tremeu na base, amiguinho? Conheço vários sujeitos que tremeriam também. Imagina só ter a obrigação de pular a cerca com sucesso ou entrar na porrada quando chegar em casa. Parece o mundo Bizarro. Aliás, lembra do Bizarro? É aquele inimigo do Super-Homem que vive em um mundo paralelo onde tudo é inverso ao nosso. Parece que sua amiga veio de lá também. Bom, mais o que fica de lição é que certas mulheres acham que são muito mais do que elas são de verdade. Por outro lado, outras sofrem por pensarem que são pequenininhas, quando são maravilhosas. Não seria fabuloso se toda mulher tivesse a auto-estima lá na estratosfera? Bom, seria legal para elas, mas os meninos teriam que suar a camisa para descolar uma namorada. Amiguinho, as bibliotecas são lugares legais. Visite-as e perceba como há um mundo de aventuras ali. Até a próxima.

11 comentários:

Bibi disse...

Sócio, sorry, mas não é 'mulher que se garante'. É mulher que se acha mesmo. A típica 'inventora da buceta', lembra? hehehe

Beijo!

Dudu disse...

Falou tudo... Aliás, mais que isso: essa deve ser a REinventora, ou seja, tem um upgrade de versão que nenhuma outra tem, NEM a Gisele Bundchen !

E no caso, acho que ela dessa vez não só se acha, como também acha que o (ex)namorado era O cara. E desconhece que (peço a licença para um preconceito meu com as über models) a maior qualidade buscada pela Bundchen nao está no perfil fotográfico, e sim no perfil 'hollywoodiano' (ou mesmo bancário)

Anaïs Nin disse...

Eu não me acho. Eu sou! rsrsrs
beijos

Surfista disse...

BIBI, certas pessoas (sob um ponto de vista geral) têm uma auto-estima maior que o mundo. Bom pra elas, mas esquisito para quem tem os pés no chão e o bom senso em dia. O que Leila fala não abala a cotação do dólar ou a Nasdaq.
DUDU, La Bündchen já farpou uns plebeus, sim, senhor. Os "namorados" são celebridades, mas os peguetes não precisam ter sangue-azul.
ANAÏS NIN, bem-vinda!

BB disse...

E como cantavam o Ultraje a Rigor..."eu me amo, eu me adoro....eu não posso maaaais viver sem mim..."...huahauhauhauaa...

BABI SOLER disse...

Acho que os homens tem muito medo das mulheres decididas e auto-confiantes.

Muleka disse...

Adorei!!! Bjs *)

Babs disse...

Para certas mulheres o problema não é o cara chifrá-la, é outras mulheres ficarem sabendo com o que ela anda se contentando.Hehehehehehe...

Surfista disse...

Ora, ora, ora... o convêncio Black-Box está rendendo novos visitantes ao pequeno cafofo do Surfista. Sejam bem-vindos! Obrigado por seus olhos atentos.

Bom, vamos às respostas:

BB, todo mundo deveria se amar loucamente pelo menos uma vez ao dia.
BABI SOLER, faz parte do jogo.
MULEKA, obrigado! Depois conto mais histórias da Leila. Essa rende.
BABS, taí uma teoria que nunca ouvi. Outra coisa, He-Man recebeu sua pergunta e já a respondeu. Fique ligada.

Boa semana a todos!!!!

Du - SecretSins disse...

Haha... Ainda bem mesmo q nem todas são Leila's.

He-Man ia ficar na vontade!

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e